Três Passos: Itens básicos para a população estão em falta na cidade – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Três Passos: Itens básicos para a população estão em falta na cidade

Desabastecimento começa a se acentuar e atinge diferentes setores

30 de maio de 2018
Gás de cozinha não é encontrado na cidade desde o final de semana (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

Nesta quarta-feira (30), no décimo dia de paralisação dos caminhoneiros, em Três Passos, segue o desabastecimento de gás de cozinha na cidade de Três Passos. Nossa reportagem realizou levantamento hoje pela manhã nos pontos de venda do produto, e não há mais botijões de 13 quilos a disposição dos clientes.

O Sindicato das Empresas Distribuidoras, Comercializadoras e Revendedoras de Gases em Geral no Rio Grande do Sul (Singasul) informa que o Estado não possui mais gás de cozinha à venda para os consumidores, desde a última sexta-feira. Conforme o presidente da Singasul, Ronaldo Tonet, há 6 mil revendedores no RS e nenhum deles dispunha do produto para a população já no final de semana. O desabastecimento deve prosseguir.

O desabastecimento de produtos hortifrutigranjeiros e itens essenciais para panificação, também já são sentidos em supermercados da cidade e padarias. Doações de itens básicos estão sendo realizadas para alguns locais, como Hospital de Caridade e Presídio Estadual.

Cacis avalia impacto da greve
A diretoria da Cacis (Câmara do Comércio, Indústria e Serviços) está reunida na manhã desta quarta-feira (30), para avaliar a greve e as dificuldades que estão sendo sentidas pelo comércio local. A entidade apoiou o movimento grevista dos caminhoneiros na última semana, inclusive com o fechamento de muitos estabelecimentos na quinta-feira e adesão ao ponto de bloqueio, no trevo de acesso à cidade. Porém, o agravamento do desabastecimento vem preocupando todos os setores da economia.

Nova dispensa de parte de funcionários da JBS
No frigorífico da JBS, pelo quinto dia em uma semana, novamente dispensou os funcionários dos setores de abate e desossa, por não haver produção. Apenas os funcionários do setor de presuntaria foram convocados a trabalhar nesta quarta.

Medicamentos também começam a faltar em farmácias
A greve dos caminhoneiros tem afetado ainda a entrega de medicamentos em cidades do Interior, principalmente na Serra e nas regiões Norte e Central. O alerta é da Associação dos Distribuidores de Medicamentos do Estado do Rio Grande do Sul (Adimers), que representa 40 distribuidoras, responsáveis por cerca de 90% das entregas de remédios no Estado.

Conforme o presidente da entidade, Márcio Cervo, as distribuidoras se localizam principalmente na região metropolitana de Porto Alegre e há relatos de que muitos caminhões ficaram parados nos bloqueios — alguns veículos começaram a ser liberados apenas nesta terça, mas ainda é insuficiente para a reposição de todos os estoques das farmácias do Estado.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados