Situação dos hospitais de pequeno porte será debatida em mesa composta por deputados, governo estadual e entidades – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

MANCHETES

Situação dos hospitais de pequeno porte será debatida em mesa composta por deputados, governo estadual e entidades

Deputado Tortelli tem coordenado discussões sobre a situação dos HPPs frente aos efeitos da portaria estadual 64/2018

11 de julho de 2018
Reunião de um grupo de deputados e representantes de prefeituras e hospitais com o governador Sartori (Foto: Gabinete Tortelli/Divulgação)

A situação dos hospitais de pequeno porte (HPPs) será debatida em uma mesa composta por parlamentares, governo estadual e lideranças de entidades da área da saúde. Esta foi a decisão adotada na manhã desta quarta-feira (11) em reunião de um grupo de deputados e representantes de prefeituras e hospitais com o governador José Ivo Sartori (MDB), no Palácio Piratini.

O encontro foi solicitado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marlon Santos (PDT), a pedido do presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, Altemir Tortelli (PT). O deputado tem coordenado discussões sobre a situação dos HPPs frente aos efeitos da portaria estadual 64/2018, que institui a Política de Cofinanciamento de Hospitais de Pequeno Porte e os transforma em Pronto Atendimentos de Urgências (PADU).

Tortelli lembrou que no último bimestre, no âmbito da comissão de saúde e meio ambiente, uma comissão técnica estudou a situação destas instituições de saúde. Disto resultou um projeto de lei de regulamentação da atividade dos HPPs, assinado por todos os deputados da comissão e protocolado na semana passada.

Entre as resistências à portaria é apontada a possibilidade de encerramento de 1,6 mil leitos após a mudança de categoria dos HPPs para PADUs, com o consequente aumento de demanda nos hospitais regionais e de custos com o transporte de pacientes por conta das prefeituras.

O presidente da comissão instituída pela Famurs para tratar sobre os HPPs e prefeito de Braga, Carlos Alberto Vigne, disse que a medida “assusta”, porque municípios do interior terão que transferir pacientes para outras cidades. Segundo o superintendente da Federação das Santas Casas do RS, Jairo Tessari, 115 dos 255 hospitais representados pela entidade são considerados de pequeno porte e uma centena deles estão se inviabilizando.

Fonte: Assessoria - Gabinete Deputado Altemir Tortelli

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados