Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Sepultamento dos pescadores que se afogaram em Bom Progresso ocorreu nesta terça

Corpo de Bombeiros de Três Passos forneceu mais detalhes sobre as buscas aos desaparecidos. Corpos foram encontrados submersos nesta segunda-feira no Rio Turvo, localidade de Lajeado Pessegueiro.

5 de maio de 2020

Foram sepultados na manhã desta terça-feira (5) os dois pescadores que morreram afogados no Rio Turvo, no interior de Bom Progresso. O corpo do humaitense Hilário Franzmann, de 57 anos, foi velado na casa mortuária da Funerária Wegmann de Humaitá, com atos fúnebres às 10h e posterior sepultamento no cemitério local. Já o velório de Sinoval Pomes da Silva, morador de Bom Progresso, ocorreu na casa mortuária do município, com atos fúnebres também às 10h e sepultamento logo após no cemitério local.

Os homens desapareceram na tarde do último domingo (3) enquanto pescavam em uma barragem na localidade de Lajeado Pessegueiro. Os corpos foram encontrados nesta segunda-feira (4), submersos, pela equipe de resgate. Conforme informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros, no total, quatro pessoas haviam montado acampamento nas proximidades. A Polícia Civil explicou que eles estavam acampados na Barra do Quebra Dente, localidade pertencente ao município de Braga, na divisa com Lajeado Pessegueiro, em Bom Progresso – o rio divide os dois municípios.

Detalhes sobre o trabalho de resgate

O Corpo de Bombeiros de Três Passos forneceu mais detalhes sobre o trabalho de buscas aos desaparecidos. A corporação foi informada sobre o desaparecimento por volta da meia-noite de domingo. As buscas tiveram início na manhã seguinte, por volta das 8h, e foram conduzidas pelos bombeiros juntamente com a Patram (Patrulha Ambiental) de Três Passos.

Os bombeiros informaram ainda que, pouco antes da fatalidade, o grupo que estava acampado se dividiu, sendo que dois seguiram a pé e outros dois foram de barco e pretendiam se encontrar em um ponto acima do rio. Ao chegarem no local combinado, os que estavam a pé estranharam o fato de o barco ainda não ter chegado e voltaram para o ponto de partida. Como os tripulantes do barco não foram mais vistos, iniciaram as buscas aos desaparecidos.

Três embarcações foram utilizadas nas buscas. Conforme o Corpo de Bombeiros, quatro profissionais – dois bombeiros e dois agentes da Patram – atuaram no resgate, com apoio de ribeirinhos e amigos das vítimas. A partir da localização de um boné e de um litro de gasolina boiando, a equipe intensificou as buscas naquele ponto do rio, distante cerca de 50 metros da margem. Por volta das 10h foi encontrada, submersa, a embarcação. A partir daí, as buscas se concentraram em um raio de 30 metros.

Pouco antes do meio-dia foi localizado submerso o corpo de Hilário. Mais tarde, por volta das 15h, a equipe encontrou o corpo de Sinoval. A busca superficial se deu com o auxílio de ganchos e garatéias (espécie de anzol). Não foi necessário o apoio de mergulhadores.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados