Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Representantes da Amuceleiro buscam a federalização da RSC 163, facilitando construção de ponte entre RS e SC

Audiência com o presidente da Assembleia Legislativa, para buscar apoio à reivindicação, foi realizada na última sexta-feira (13)

17 de março de 2020
Audiência de lideranças regionais com o presidente da Assembleia Legislativa (Foto: Joel Vargas / Assembleia Legislativa do RS)

Representantes da Amuceleiro (Associação dos Municípios da Região Celeiro) estiveram em Porto Alegre, na última semana, para encontro com o presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo. O tema da audiência foi a federalização da RSC 163, iniciativa necessária para que o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) possa realizar o estudo de viabilidade de uma ponte interestadual ligando Barra do Guarita (RS) a Itapiranga (SC).

No encontro estiveram os prefeitos de Barra do Guarita, Rodrigo Tisott, de Derrubadas, Alair Semin, de Tenente Portela, Clairton Carboni, o presidente da Amuceleiro e prefeito de Braga, Carlos Alberto Vigne, além de outras lideranças da região.

A reportagem da Rádio Alto Uruguai conversou com o prefeito de Barra do Guarita, Rodrigo Locatelli Tisott, que destacou a importância da federalização da rodovia e a possível construção da ponte.

Rodrigo enfatizou que são 40 municípios que estão na luta para a construção da ponte: os 21 da Amuceleiro e mais 19 da Ameosc, que representa o oeste de Santa Catarina.

Para a federalização da RSC 163, Locatelli afirmou que uma lei precisa ser feita e por isso o contato direto com o deputado e presidente do legislativo gaúcho, Ernani Polo, que segundo o prefeito de Barra do Guarita, garantiu que irá ajudar nesta demanda.

Rodrigo falou também sobre os diversos benefícios que a federalização da rodovia e consequente construção da ponte vai gerar para a cidade de Barra do Guarita e região. O gestor destacou que os munícipes da Barra que ainda precisam pegar a balsa, não vão mais ficar expostos as intempéries do tempo. Também será solucionada a perda de tempo para a travessia, que gera a espera pela embarcação que hoje faz o transporte. “Com um transporte coletivo, chegariam protegidos e mais rapidamente ao lado catarinense para trabalhar”, exemplificou.

O prefeito Rodrigo Tisott também destacou que o município gaúcho poderá atrair empresas para investir na cidade, já que hoje a justificativa é de que não podem se instalar em Barra do Guarita devido a logística. A questão imobiliária também foi destacada pelo prefeito, já que com a construção da ponte, terrenos e casas terão um valor maior de mercado.

Outro ponto destacado é o escoamento da produção que sai e entra no Estado. Rodrigo afirma que muitos fazem a volta por Iraí, mesmo aumentado o trajeto a ser percorrido, por não existir ponte entre Barra do Guarita e Itapiranga, e isso ocasiona uma perda muito grande para a região. Grãos, cereais e máquinas passam pela região, e com o caminho por Iraí aumentam os custos de produção e a dificuldade na logística.

Por fim, Rodrigo falou da estiagem que atinge o município. Segundo ele, o poder executivo está auxiliando as comunidades que estão com falta de água, já que muitas fontes estão secando no município.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados