Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Projeto que interessa à região, Pró-Etanol/RS teve avanço em sua tramitação na Assembleia

Proposição está em regime de urgência, e precisa ser votada no plenário até o dia 8 de maio. Na região Celeiro, está projetada a implantação de uma usina de etanol em Campo Novo

16 de abril de 2021
Deputado Elton Weber buscará acordo de líderes para que a votação ocorra antes de 8 de maio (Foto: Vinicius Reis / Agência ALRS / Arquivo)

Deputados que integram a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa aprovaram, esta semana, o relatório favorável do deputado Elton Weber (PSB) sobre a legalidade do Projeto de Lei 292/2020, de autoria do Executivo, que cria a Política Estadual de Estímulo à Produção e Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Etanol (Pró-Etanol/RS).

Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Biocombustíveis, Weber explica que a proposição está em regime de urgência, e precisa ser votada no plenário até o dia 8 de maio. Contudo, o deputado buscará acordo de líderes para que a votação ocorra antes desta data.

Pelo texto, o programa estimulará etanol a base de grãos, tubérculos e cana-de-açúcar. Os recursos para fomento serão incluídos no Orçamento do Estado. Atualmente, a produção gaúcha de etanol representa menos de 1% do consumo estadual de 1,5 bilhão de litros/ano. A expectativa é que o programa impulsione 11 projetos industriais atualmente em fases distintas.

Na região Celeiro, uma das usinas de etanol que estão sendo projetadas no RS será implementada em Campo Novo. Inclusive o programa informativo da Cotricampo de quinta-feira (15), repercutiu a aprovação do projeto na CCJ da Assembleia, significando um avanço importante para que possa efetivamente ser implementado o Pró-Etanol/RS, significando uma alternativa de produção e renda para a região, além de geração de empregos na etapa industrial.

De acordo com o deputado Elton Weber, “o Estado deixa de arrecadar R$ 600 milhões por não produzir localmente. O parlamentar reforçou ainda que o Rio Grande do Sul possui condições de clima e solo favoráveis para a produção de grãos e tubérculos para esta finalidade em rotação com a soja. “O objetivo é regular a cadeia produtiva, a fim de viabilizar a oferta permanente de matérias-primas, insumos, incluindo a produção, circulação e distribuição do produto, elevando o Estado a um patamar competitivo na produção de etanol e seus derivados”.

No âmbito do Pró-Etanol/RS estão sendo projetadas usinas de etanol no Rio Grande do Sul, nas cidades de: Camaquã, Campo Novo, Carazinho, Cruz Alta, Não Me Toque, Passo Fundo, Porto Xavier, Santa Cruz do Sul, Santiago, São Gabriel e Viadutos.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2021 ® - Todos os direitos reservados