Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Presidente do TAC rebate declarações de ex-treinador e críticas em redes sociais

Edison Müller (Mila) concedeu entrevista exclusiva à Rádio 92 FM na manhã desta sexta-feira (20)

20 de julho de 2018
Mila negou que diretorias de TAC e Bagé tenham feito acordo e que o clube três-passense apenas cumpriu com o que o TJD definiu (Foto: Vinicius Araujo/Rádio Alto Uruguai)

O presidente do Três Passos Atlético Clube (TAC), Edison Müller (Mila), concedeu entrevista à Rádio 92 FM na manhã desta sexta-feira, esclarecendo pontos a respeito de declarações dadas pelo ex-técnico da categoria profissional do clube, Daniel Franco, que comandou a equipe na Terceirona do Gauchão, em 2017.

O treinador, em entrevista ao jornalista Diego Macagnam, da Rádio Sol de América, de Vista Alegre, no último dia 4 de julho, afirmou que a as direções do TAC e do Grêmio Bagé teriam feito uma espécie de acordo, nos bastidores, após uma batalha judicial travada no TJD da Federação Gaúcha de Futebol, o que teria beneficiado o Bagé, que na visão de Daniel, teria de ser excluído da competição por ter utilizado um jogador de forma irregular. O treinador ainda se disse frustrado, pelo fato da direção ter contratado um novo técnico e preparador físico, antes mesmo de demitir a sua equipe que integrava a comissão técnica.

As declarações causaram repercussão, principalmente nas redes sociais, ainda mais em uma semana em que o Gaúcho, de Passo Fundo, acabou eliminado da Terceirona do Gauchão esta semana, justamente por ter utilizado um jogador de forma irregular. Mesmo tendo vencido dentro de campo o Rio Grande, a equipe do Planalto Médio foi punida e eliminada pelo TJD. O comunicador e narrador da Rádio 92 FM, Marcos Benites, em sua conta pessoal no Twitter, divulgou a entrevista e questionou o porquê da diferença de postura do TJD nas duas questões, de um ano para o outro.

Torcedores do TAC, em algumas páginas do Facebook, cobraram explicações da diretoria do clube. Dessa maneira, o presidente Mila concedeu entrevista exclusiva à emissora nesta manhã, comentando sobre a questão.

Primeiramente, Mila negou veementemente que tive havido qualquer tipo de negociação ou acordo entre as direções de TAC e Bagé. O TAC, segundo Mila, entrou em campo para o jogo de volta daquela competição, porque esta foi a decisão do tribunal desportivo. Inclusive, o presidente relatou o clima de guerra que a delegação teve de enfrentar em Bagé, tendo de almoçar fora da cidade, sendo escoltados para entrar no estádio, com pedras sendo jogadas no ônibus e e sofrendo pressão antes do jogo, com vidros do vestiário quebrados. Para Mila, não haveria lógica em fazer um acordo com o adversário, para passar por essa situação.

Mila também negou que o clube tenha negociado com um treinador enquanto Daniel Franco estava como técnico da equipe. Segundo ele, a direção apenas começou a pensar em um plano B, após receber um áudio de WhattsApp em que o próprio Daniel Franco dizia ao gerente de futebol do clube, que ele e sua comissão técnica não iriam à Bagé para disputar o jogo de volta, em hipótese alguma. Quem comandou o TAC na partida derradeira foi Círio Quadros.

Mila pediu mais respeito para pessoas que usam redes sociais no intuito de apenas criticar e ofender quem tenta trabalhar pelo clube. Também defendeu o papel decisivo que o empresário Sandro Becker tem tido para o futebol três-passense nos últimos anos, ao decidir investir em um projeto na cidade, em abraçar o nome do TAC, podendo manter o clube ativo e disputando competições. Lembrou que foi o próprio Sandro que providenciou o pagamento de uma série de dívidas que o clube possuía, no comércio e também a partir de ações judiciais trabalhistas, sendo que isso foi importante para o clube.

Mila reforçou aos ouvintes que as contas do clube estão sempre a disposição de qualquer torcedor e também convidou mais pessoas para que se integrem e participem do grupo que está administrando o TAC atualmente.

Ele destacou que na próxima segunda-feira acontece o congresso técnico para definir a fórmula de disputa da Copa FGF, em que o TAC é um dos participantes, com um plantel jovem, mas de qualidade.

Por fim, o presidente do TAC disse que ainda não foi decidido se o clube irá disputar a Terceirona do Gauchão em 2019, mas que essa possibilidade não está descartada.

 

Ouça a entrevista concedida pelo presidente do TAC, Edison Müller (Mila) ao programa Atividade, da Rádio 92 FM, na manhã desta sexta-feira (20):

 

Ouça o trecho da entrevista concedida pelo técnico Daniel Franco ao jornalista Diego Macagnam, no último dia 4 de julho, quando ele comenta sobre sua saída do TAC, em 2017:

 

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados