Prefeitos pedem apoio do governador para retomada de estudos do complexo Garabi-Panambi – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Prefeitos pedem apoio do governador para retomada de estudos do complexo Garabi-Panambi

Comitiva da Associação dos Municípios da Fronteira Noroeste participou de audiência nesta semana em Porto Alegre. Desde 2014, os estudos de impacto ambiental estão suspensos pela Justiça.

24 de outubro de 2019
Associação destacou a importância da implementação das barragens para o Estado. (Foto: Divulgação)

Uma comitiva de prefeitos e vice-prefeitos de 14 municípios da Associação dos Municípios da Fronteira Noroeste foram recebidos na manhã desta quarta-feira, dia 23, no Palácio Piratini, onde foram levar ao governador Eduardo Leite um conjunto de pleitos para o desenvolvimento regional, em especial sobre as barragens Panambi e Garabi. A associação destacou a importância da implementação das barragens para o Estado, pois há capacidade de geração de energia da ordem de 2,2 gigawatts, o que contribuiria muito para uma maior autossuficiência energética para o RS.

Os projetos estão parados e o governador se comprometeu em apoiar o pleito para agilizar a parte que cabe ao Estado neste processo, solicitando que a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, que estava presente na reunião, priorize a elaboração de um estudo técnico sobre a situação atual das barragens, para que se avance efetivamente para viabilizá-las.

Os empreendimentos previstos para serem construídos no rio Uruguai, nos municípios de Alecrim e Garruchos, na fronteira com a Argentina, formarão dois reservatórios que atingirão cidades, propriedades rurais e parte do Parque Estadual do Turvo, onde fica o Salto do Yucumã. Desde 2014, os estudos de impacto ambiental estão suspensos pela Justiça após ação de entidades alegando prejuízos sociais e ambientais com as obras. Os trabalhos haviam sido iniciados em 2013.

O prefeito de Porto Mauá, Leocir Weiss (Progressistas) afirma que o investimento privado na construção das duas hidrelétricas é estimado em R$ 20 bilhões. “Isso vai gerar compensação de R$ 4 bilhões. Para se ter uma ideia, com apenas R$ 200 milhões construímos as pontes de Porto Mauá e Porto Xavier”.

As barragens, segundo ele, terão impacto positivo na economia gaúcha e até nas finanças do Estado ao gerar nova fonte de arrecadação. “Hoje, o Rio Grande do Sul importa 71% da eletricidade consumida. Então é uma super fonte de energia e recursos que está passando pelo rio Uruguai. E aproveitar isso não vai fazer desaparecer o Salto do Yucumã”. Weiss informa que apenas 23 dos 17.490 hectares do parque serão inundados em uma região distante 28 quilômetros à jusante das quedas.

“Pretendemos entrar com uma representação no Ministério Público para tentar retomar o estudo de viabilidade e contamos com o governo do Estado nesta caminhada”.

Fonte: Rádio Alto Uruguai - Com informações da prefeitura de Santa Rosa e jornal Correio do Povo

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados