Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

PP rompe acordo com PSDB e MDB, inviabilizando principal frente de oposição em Três Passos

Reginatto (PP) diz que concorrerá em chapa própria, com apoio do grupo que representa o presidente Jair Bolsonaro no município. Com esse rompimento, Arlei (PSDB) e Ipê (MDB) anunciaram chapa conjunta.

20 de agosto de 2020
Três Passos poderá ter quatro candidaturas na eleição de novembro (Foto: Arquivo)

Em menos de duas semanas, o acordo partidário entre PSDB, PP e MDB, que foi anunciado no dia 7 de agosto como sendo a principal frente de oposição às eleições de novembro, em Três Passos, foi rompido.

O pré-candidato do PP, o empresário Enir Reginatto, anunciou, através de nota tornada pública nesta quinta-feira (20), que estará concorrendo em chapa própria, a partir de um acordo com o PSL e com o grupo de apoio ao presidente Jair Bolsonaro no município. Segundo a nota, “apoiadores do nosso presidente Bolsonaro, que só nos darão apoio se tivermos uma candidatura sem coligação com partidos vinculados ou com origens da social democracia”.

Ainda na nota, o pré-candidato do PP deixa claro que não há possibilidade de aliança com outras siglas no município: “não vejo possibilidade de coligar com PT, PTB, PSDB, PMDB, PCdoB, PDT ou outros partidos de esquerda, pois, eu Reginatto, sou um defensor da direita, bem da direita”.

A reportagem da Rádio Alto Uruguai entrou em contato com Reginatto. Segundo ele, o nome do pré-candidato a vice será definido nos próximos dias.

Nossa reportagem também fez contato com a 86ª Zona Eleitoral, que confirmou que o PSL, partido ao qual o presidente Jair Bolsonaro era filiado até o ano passado, não está mais ativo no município. Desta maneira, o indicado a vice deverá ser do próprio PP.

Arlei e Ipê anunciam chapa conjunta

A decisão surpreendeu os outros dois partidos, até então aliados. De acordo com o pré-candidato a prefeito pelo PSDB, o vereador Arlei Tomazoni, com a decisão unilateral do PP, ele próprio se torna o nome para encabeçar uma chapa de oposição. Segundo ele, o pastor Rodrigo Ipê, do MDB, já aceitou ser o pré-candidato a vice, cumprindo o acordado anteriormente.

No dia 7 de agosto, os três pré-candidatos, Arlei, Reginatto e Ipê, utilizaram as redes sociais para anunciar que as siglas iriam concorrer unidas na eleição municipal deste ano. Inclusive, uma foto entre os três, foi publicada no Facebook. Para definição do candidato a prefeito e do vice, os líderes anunciaram que seria realizada uma pesquisa eleitoral. O candidato com maior potencial de votos na pesquisa, seria o cabeça de chapa, e o segundo colocado, seria indicado como vice.

Inclusive este acordo foi firmado e assinado pelos representantes dos três partidos, como mostra a imagem abaixo.

Três Passos poderá ter quatro candidaturas em novembro

Com o rompimento do PP e a oficialização do nome de Enir Reginatto como pré-candidato a prefeito, cresce a possibilidade de Três Passos ter até quatro candidaturas em novembro.

Até o momento, o atual vice-prefeito, Jorge Dickel, foi oficializado como pré-candidato do PT, com o PTB, do atual prefeito, José Carlos Amaral, indicando o pré-candidato a vice. PCdoB, PDT e PSD também integram esta frente.

Arlei Tomazoni é o pré-candidato a prefeito pelo PSDB, tendo o Pastor Ipê, do MDB, como pré-candidato a vice.

E por fim, o PSB tem o ex-prefeito de Esperança do Sul, Roberto Prediger, como pré-candidato a prefeito, sem definição de nomes para vice ou coligação com outras siglas.

As convenções dos partidos, que oficializarão as candidaturas, acontecerão no período entre 31 de agosto e 16 de setembro.

Confira, abaixo, a íntegra da carta de Reginatto, e cópia do acordo que havia sido firmado entre os partidos:

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados