Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Polícia já ouviu mais de 30 pessoas sobre morte do menino Rafael em Planalto

Investigação sobre crime que intriga o Estado deve entrar em semana decisiva.

12 de junho de 2020
Menino Rafael Mateus Winques. (Foto: Arquivo/Divulgação)

Mais de 30 pessoas prestaram depoimento à Polícia Civil sobre o assassinato de Rafael Mateus Winques, 11 anos, em Planalto, no norte gaúcho. Segundo a Polícia Civil, entre elas estão familiares mais próximos, professores, a diretora da escola, pais de amigos do garoto e o namorado da mãe. Alexandra Dougokenski confessou ter matado o filho e ocultado o cadáver.

Uma força-tarefa de delegados reforça a investigação, na tentativa de elucidar o crime e dar conta da grande quantidade de versões ouvidas. Algumas pessoas foram chamadas a depor mais de uma vez: Alexandra, seu namorado, a avó e o irmão de Rafael.

Além do delegado de Planalto, Ercílio Carletti, está na cidade a delegada Caroline Bamberg Machado, responsável pela investigação do caso Bernardo Boldrini, o diretor de investigações do Departamento de Homicídios, Eiberth Moreira Neto, e a delegada Aline Palma, que trabalha na região.  As ações da força-tarefa ainda são coordenadas com o Ministério Público.

A próxima semana deve ser decisiva na investigação, quando deve ocorrer a reconstituição do crime, com especialistas do Instituto-Geral de Perícias (IGP), de acordo com o diretor do Departamento de Polícia do Interior, delegado Joerberth Nunes. Os peritos pretendem realizar o trabalho durante a madrugada, para simular a mesma luminosidade do dia dos fatos, e um boneco do mesmo tamanho de Rafael será usado.

Segundo o diretor da Polícia Civil, faltam ainda o resultado de alguns laudos periciais sobre o crime. Depois disso, os delegados terão condições de tornar público os detalhes da investigação. Desde 25 de maio, quando a mãe do garoto revelou a localização do corpo, após mais de 10 dias de busca sem que ela tivesse admitido a morte, investigadores tentam desvendar se ela agiu sozinha.

Fonte: Gaúcha ZH

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados