Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Santa Rosa: Jovem que teve o corpo esquartejado desabafou para familiar que não estava feliz no casamento

Corpo de Liziane Beatriz Bastos foi encontrado em uma propriedade no município de Novo Machado, um dia após a morte de Jandir Scarantti, na casa em que viviam, em Santa Rosa

31 de agosto de 2020
Liziane tinha 25 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

O suicídio de um homem em Santa Rosa, levou à descoberta de um crime bárbaro. Na quinta-feira, Jandir Scarantti, de 28 anos, foi encontrado morto na residência onde vivia. No entanto, familiares passaram a estranhar o sumiço da companheira dele, Liziane Beatriz Bastos, de 25 anos. O corpo da jovem foi localizado no dia seguinte, em uma propriedade no município de Novo Machado.

Scarantti foi encontrado morto com um disparo de arma de fogo, no local onde vivia com a companheira. Inicialmente, a polícia atendeu a ocorrência do suicídio, mas como a jovem não foi mais encontrada passou a investigar a possibilidade de ela ter sido vítima de algum crime. Por isso, no dia seguinte, com a colaboração dos familiares do rapaz morto, a polícia foi até uma propriedade em Novo Machado, município a cerca de 35 quilômetros de Santa Rosa

“Acabamos confirmando, quando buscamos por algum indício de terra remexida. Cavamos e localizamos o corpo na área externa da propriedade”, afirmou o delegado Marcelo Lech.

Após encontrarem o corpo da jovem, que havia sido esquartejado e enterrado, a polícia retornou até a casa em Santa Rosa onde havia ocorrido a morte de Scarantti. No local, os policiais recolheram uma mala ensanguentada, um colchão com vestígios de sangue, sacos plásticos e carne congelada — há suspeita de possam ser restos mortais da vítima. O material foi encaminhado para o Instituto-Geral de Perícias para ser analisado.

A morte da jovem seguirá sendo investigada pela Delegacia da Mulher de Santa Rosa, mas a principal suspeita é de que o companheiro tenha se matado após ter cometido o crime. A polícia ainda está apurando se a jovem teria sido morta em Santa Rosa e depois transportada até Novo Machado. A causa da morte também deverá ser indicada pela perícia.

Nos seis meses de relação do casal, a família de Liziane nunca soube de brigas ou agressões. A Polícia Civil não tem registro de ocorrências envolvendo turbulências no relacionamento. O que parentes e amigos da jovem sabiam é de que Scarantti era ciumento e possessivo.

Na terça-feira (25), em videochamada, Liziane teria feito desabafos a um primo. Ele fez até um print da imagem dela, que segundo a única irmã, demonstrava tristeza e abatimento e estaria infeliz com a relação. No final da tarde de quarta-feira, ela havia falado rapidamente por telefone com a mãe, que mora em Porto Mauá. Disse que iria a um jantar de amigos com o companheiro e que ligaria quando retornasse. Não ligou. O WhatsApp dela foi acessado pela última vez às 21h36min da quarta-feira (26).

Conforme conhecidos, Scarantti era açougueiro e teria começado em um trabalho novo nos últimos dias. Ele tinha dois filhos de um primeiro casamento.

Fonte: GaúchaZH

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados