Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Plano Safra é anunciado com mais recursos e juros menores

Produtores rurais terão no ciclo 2020/2021 um total de R$ 236,3 bilhões para custeio, comercialização e investimentos na agropecuária

18 de junho de 2020
Lançamento do Plano Safra 20/21, no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira. (Foto: Isac Nóbrega/PR)

Redução de juros, aumento no valor da subvenção ao prêmio do seguro rural e um aporte 6,1% maior em recursos para o financiamento da agropecuária nacional foram as novidades do Plano Safra 2020/2021, anunciado nesta quarta-feira (17) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

De acordo com a ministra Tereza Cristina, a agropecuária contará com R$ 236,3 bilhões para custeio, comercialização, industrialização e investimentos, R$ 13,5 bilhões a mais do que no ciclo 2019/2020, que se encerra no próximo dia 30. Os valores poderão ser contratados entre 1º de julho deste ano e 30 de junho do ano que vem.

Os juros do custeio tiveram quedas que variam entre 0,25 e 2 pontos percentuais, ficando em 2,75% a 4% ao ano para a agricultura familiar (eram de 3% a 4,6%); 5% para os produtores médios (era de 6%) e 6% para os demais produtores (no plano que se encerra, era de 8%). Já as taxas para investimento foram reduzidas, em média, entre 1 e 2 pontos percentuais em relação ao plano 2019/2020.

O Moderfrota, programa para aquisição de máquinas e implementos agrícolas – que terá R$ 9 bilhões em recursos – teve a taxa reduzida de 8,5 % para 7,5% ao ano. Moderinfra e Moderagro, respectivamente voltados ao financiamento de irrigação e modernização no campo, ficaram com a taxa de 6%, 2 pontos percentuais inferior à do ciclo atual.

Os recursos para a subvenção do seguro cresceram 30%, passando de R$ 1 bilhão para R$ 1,3 bilhão. Segundo a ministra, com este montante será possível contratar 298 mil apólices, segurando uma área de 21 milhões de hectares. “Neste ano, o Rio Grande do Sul viveu a pior estiagem dos últimos 15 anos, o que ressaltou a importância do seguro para o agricultor”, comentou.

Tereza Cristina destacou o esforço do governo para atender as demandas dos pequenos e médios agricultores. Os recursos destinados aos pequenos, contemplados pelo Pronaf, ficaram em R$ 33 bilhões, 5,7% a mais do que no último ano. Para os médios produtores, atendidos pelo Pronamp, a verba cresceu 25,1%, passando de R$ 26,49 bilhões para R$ 33,2 bilhões. Para os demais agricultores o montante cresceu 3,1%, de R$ 165,04 bilhões para R$ 170,17 bilhões.

O anúncio do Plano Safra foi feito no Palácio do Planalto com a presença do presidente Jair Bolsonaro e da cúpula do governo. Em sua manifestação, o presidente destacou a importância do agronegócio para fazer girar a economia do Brasil e pontuou como o setor tem sido imprescindível para garantir a alimentação de milhões de pessoas no contexto da pandemia da Covid-19.

Fonte: Correio do Povo

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados