Operação Novo Cangaço: Valdir Joaquim se apresenta à polícia e está preso – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Operação Novo Cangaço: Valdir Joaquim se apresenta à polícia e está preso

3 de abril de 2018

O pai do atual cacique da Reserva Indígena do Guarita, Valdir Joaquim, de 54 anos de idade (foto), se apresentou na noite de quarta-feira (08) na delegacia de Polícia de Três Passos. Ele tinha prisão temporária decretada pela justiça e foi encaminhado ao sistema prisional.

 

De acordo com Cristiane de Moura e Silva Braucks, delegada regional da Polícia Civil, Valdir Joaquim era um dos alvos da Operação Novo Cangaço II, desencadeada na terça-feira (07), com o cumprimento de mandados de busca e apreensão em diversos pontos da reserva indígena, em Tenente Portela e Redentora.

 

Na noite de segunda-feira (06), seu filho e atual cacique da reserva, Valdonês Joaquim, foi preso temporariamente, quando chegava para a sessão da Câmara de Vereadores de Tenente Portela. Ele foi o vereador mais votado do município, nas eleições de 2016.

 

Os dois são acusados pelo Ministério Público (MP) de terem prestado apoio operacional à quadrilha que assaltou duas agências bancárias na cidade de Miraguaí, em fevereiro deste ano. Entre as ações de apoio estaria o alojamento dos assaltantes – que ficaram acampados em um terreno próximo às residências do cacique e de seu pai, dentro da reserva. No local, teriam organizado um treinamento de tiros, além de utilizar o espaço para esconder os veículos, as armas e o dinheiro roubado.

 

De acordo com o MP, foram os dois que viabilizaram a fuga dos assaltantes, que se deslocaram por dentro da Reserva do Guarita, um local de difícil infiltração para a polícia.

 

Rádio Alto Uruguai / Foto: Polícia Civil (Divulgação)

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados