Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Municípios definem 10 prioridades que integram a pauta da Famurs

3 de abril de 2018

As pautas prioritárias dos municípios gaúchos junto ao governo do Estado foram discutidas na última quarta-feira, durante a assembleia de prefeitos que reuniu os presidentes das Associações Regionais que integram a Famurs, na sede da entidade.

 

O presidente da Federação, Salmo Dias de Oliveira, apresentou as demandas municipalistas, elencadas em 10 temas: saúde, educação, meio ambiente, ligação asfáltica, legislação, encontro de contas, incentivos fiscais, assistência social, agricultura e pecuária, e consulta popular.

 

Entre as solicitações definidas pelos gestores municipais está a quitação dos repasses atrasados da Saúde, cumprindo com os pagamentos em dia para a manutenção dos programas municipais. A dívida do Estado com os municípios ultrapassa meio bilhão de reais, sendo que em dezembro, o Piratini quitou 10% da dívida.

 

Já na Educação, o presidente Salmo lembrou que a reivindicação do pagamento complementar de R$ 2 milhões para realização de transporte escolar extra, devido à greve dos profissionais da Educação, foi efetivada na segunda-feira, dia 16, após negociação liderada pela Famurs.

 

“Essa é a primeira vez que o governo do Estado repõe o investimento feito pelos municípios para o transporte de alunos, devido à paralisação de seus servidores”, elogiou Salmo.  

 

Convênios da Emater

 

Durante o encontro, com a presença do presidente da Emater/RS-Ascar, Clair Kuhn, os prefeitos decidiram, por unanimidade, rejeitar a possibilidade de reajuste nos convênios da entidade com os municípios para a prestação de serviços, mantendo os valores praticados em 2017.

 

O assunto foi apresentado pelo presidente Salmo, face à preocupação manifestada pela maioria dos gestores municipais com relação ao impacto financeiro ocasionado aos municípios, em decorrência de um reajuste nos valores. “Precisamos considerar a realidade que os municípios estão enfrentando, com a queda de receitas e a falta de verbas para investimentos em questões fundamentais, e um aumento nos valores dos convênios impactaria ainda mais as prefeituras”, ponderou Salmo.

 

Fonte e Foto: Divulgação/Famurs

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2021 ® - Todos os direitos reservados