Mostra competitiva do Festival de Cinema de Três Passos inicia nesta quinta-feira – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

MANCHETES

Mostra competitiva do Festival de Cinema de Três Passos inicia nesta quinta-feira

Abertura oficial do Festival de Cinema acontece às 19 horas, com exibição de filme convidado que contará a história de mais de 60 anos do Cine Globo

8 de novembro de 2018
Numeroso público tem prestigiado as sessões do Festival de Cinema, em Três Passos

Inicia nesta quinta-feira (08) a mostra competitiva do 4º Festival de Cinema de Três Passos. 15 curtas serão exibidos hoje a tarde, a partir das 14 horas, na primeira sessão que reunirá os 62 filmes que estarão competindo em 17 categorias. Ao todo, 707 filmes se inscreveram para o festival neste ano. A curadoria do evento selecionou 62 obras para concorrerem.

O júri técnico, que terá a difícil missão de avaliar as obras de ficção, documentário, animação e experimental, será composto por: Marcia do Canto, atriz e professora; Christian Jafas, cineasta; e João Luis Martínez, crítico de cinema e roteirista.

Um dos curtas que será exibido hoje a tarde é oriundo dos EUA. Outros cinco filmes são produzidos aqui no RS, além de quatro curtas do RJ e curtas de AL, SC e PE.

Abertura oficial acontece a partir das 19 horas

Hoje a noite, a partir das 19 horas, acontece a abertura oficial do festival, com a presença de autoridades, realizadores de filmes participantes, integrantes do coletivo operacional do festival, participantes do Projeto Cidade Cinematográfica, além da comunidade em geral.

Também será exibido, como filme convidado, a obra: “Cine Globo – Uma vida de cinema”, dirigido por Christian Jafas e Carlos Grün, e que conta a história de mais de 60 anos do Cine Teatro Globo, um dos maiores patrimônios culturais da nossa região. O filme começou a ser produzido em 2014 e foi idealizado como um curta, porém, já está constituído como um longa metragem e estará recebendo novas imagens do Cine Globo, após a reforma e revitalização de sua fachada e hall de entrada. A exibição de hoje, portanto, é uma pré-estreia e uma parte do filme, que ainda será concluído.

Na sequência da sessão da noite, serão exibidos outros oito curtas da mostra competitiva, incluindo um filme de Portugal, além de curtas oriundos do RJ, SP e DF. O acesso do público ao festival de cinema é totalmente gratuito.

Mostra não competitiva encerra nesta manhã

Nesta quinta-feira pela manhã, 12 curtas estão sendo exibidos, principalmente para estudantes da cidade e da região, na última sessão da mostra não competitiva, com filmes que foram produzidos em Três Passos e também em outras partes do Brasil.

Algumas das obras locais foram produzidas a partir do trabalho desenvolvido pelo projeto #Cidade Cinematográfica Ano 2.

 

ORDEM DE EXIBIÇÃO DOS FILMES E SINOPSE

MOSTRA COMPETITIVA – SESSÃO TARDE – QUINTA-FEIRA – 14h

01 – INATINGÍVEL – Rodolfo de Castilhos Franco – RS – 14 anos
Sinopse: Um homem ultrapassado pelo seu tempo, tenta entender o mundo à sua volta.

02 – ILHA DO CARVÃO – Fábio Brüggemann – SC– 10 anos
Sinopse: A Ilha do Carvão desapareceu nos anos de 1980. Sofreu terras. Contraiu cidade.

03 – SOB ÁGUAS CLARAS E INOCENTES – Emiliano Cunha – RS – Livre
Sinopse: As últimas horas de um sujeito numa cidade que não mais o aceita. Sozinho e irrelevante, se despede daqueles que ama, enquanto reconstrói sua identidade e encontra a redenção e o renascimento ao mergulhar, livre, em águas claras e inocentes. Uma carta para nossa pátria mãe em seu leito de morte.

04 – DESTINO – Moisés Pantolfi da Silva – SP – Livre
Sinopse: Durante as incontáveis horas em viagens diárias no transporte público: cansaço, resto de sono mal dormido, sonhos não vividos e destinos mal traçados.

05 – FROM ON HIGH ( De Alto) – Dawn Westlake – 2017 – California/EUA – 12 anos
Sinopse: Uma garota síria refugiada e um garoto europeu compatibilizam suas genuínas crenças religiosas para criar uma paz plena e secular.

06 – TRÊS VIAJANTES SOBRE UM MAR DE FRAGMENTOS – Monica Rodrigues Klemz – RJ – Livre
Sinopse: O filme coleciona fragmentos do século XX, pelo caminho por onde passa, com um olhar, ora de estranhamento, ora de reconhecimento, ressignificando -os, de forma a experimentar o mundo no que ele possui de fenomenológico, onírico, dramático ou metafísico, do ponto de vista do alquimista, do andarilho e do flâneur, cabendo ao espectador escolher o seu próprio caminho.

07 – PELE SUJA MINHA CARNE – Bruno Ribeiro – RJ – Livre
Sinopse: João toma banho após mais uma pelada com seus amigos brancos.

08 – VIDAS CINZAS – Leonardo Martinelli – RJ – 12 anos
Sinopse: Um falso documentário sobre a atual crise social, política e econômica no Brasil, onde o governo corta as cores do Rio de Janeiro, deixando a cidade em preto e branco.

09 – UM FILME DE BAIXO ORÇAMENTO – Paulo Leierer – SP – Livre
Sinopse: Misto de institucional, imagens de arquivo, documentário e making of, Um Filme de Baixo Orçamento é a tentativa de cientistas do “Instituto Brasileiro de Pesquisas Alternativas e De Segunda Importância”, combaterem a falta de verba, o fechamento do instituto e a tentarem manter seus sonhos vivos.

10 – RAILANDER – Alexandre Derlam – RS – 12 anos
Sinopse: RAILANDER é um caixa de supermercado calado que não se enquadra no padrões da sociedade. Ele convive com uma rotina tediosa envolvendo bullyngs frequentes e abuso de poder. Uma atitude ousada surge para acabar com seu tormento.

11 – FANTASIA DE ÍNDIO – Manuela Bezerra Gouveia de Andrade – PE – Livre
Sinopse: Em um mundo distópico onde todas as coisas acontecem em reverso, um homem deixa uma mensagem para sua amada.

12 – AS MELHORES NOITES DE VERONI – Ulisses Arthur Bomfim Macedo – AL – 12 anos
Sinopse: Enquanto seu marido passa os dias na estrada, Veroni encontra nas noites uma forma de transcender e responder seus dilemas amorosos.

13 – A FORMIDÁVEL FABRIQUETA DE SONHOS MENINA BETINA – Tiago Ribeiro – RS – Livre
Sinopse: Quando nasce uma criança, inaugura-se uma fábrica de sonhos que tende a fracassar com o tempo. Betina está sempre disposta a ressignificar seus combustíveis para manter seu alto nível de produção.

14 – PELOS VELHOS TEMPOS – Ulisses da Mota Costa – RS – 14 anos
Sinopse: Após um trabalho em que algo saiu muito errado, dois assaltantes procuram refúgio em um velho bar enquanto discutem o que fazer. Ali, duas visões de mundo irão se chocar, em uma mistura de álcool, sangue e chumbo.

15 – ESSA DOR NO PEITO – Adriana Zattar – RJ – 12 anos
Sinopse: Antero é um manipulador de bonecos que se sente preso às próprias arestas. Um homem rígido que afunda cada vez mais em sua dor. Seus devaneios o levam a crer que está sendo traído por Lídia, sua amante e companheira e, num surto, o medo da perda culmina em tragédia.

 

MOSTRA COMPETITIVA – SESSÃO NOITE – QUINTA-FEIRA – 19h

– Abertura Oficial do 4º Festival de Cinema de Três Passos

– Exibição de Filme Convidado: “Cine Globo – Uma Vida de Cinema”, com direção de Christian Jafas e Carlos Grün

ORDEM DOS FILMES – MOSTRA COMPETITIVA

01 – DEUTERONÔMIO 22 – Érico Luz Oliveira – SP – 16 anos
Sinopse: Em um lugar pobre, distante e atemporal, a predominância da violência e da cultura do estupro faz ocorrer um milagre que levantará uma questão a respeito da doutrina de justiça, mas também sobre o ideal do livre-arbítrio. (gravado com câmera Super 8).

02 – WE ARE NATURE – João Meirinhos – Portugal – Livre
Sinopse: O câmbio climático tem também como causa as alterações socioculturais que têm vindo a ocorrer desde a revolução industrial. De que forma o nosso projecto de cinema itinerante e a educação climatérica são ferramentas válidas de sensibilização e adaptação contra todas as assustadoras mudanças do Antropoceno?

03 – MINHA MÃE, MINHA FILHA – Alexandre Estevanato – SP – Livre
Sinopse: Quando as lembranças se perdem, é preciso começar de novo todos os dias, com amor, pois o amor é parte do que somos e não do que lembramos.

04 – NOITE EM MIM, NOITE LÁ FORA – Quézia Lopes – RJ – Livre
Sinopse: Um filme ensaio, que metamorfoseia imagens entre sono e vigília, sonho e realidade, fragmento e totalidade, signo e reflexo, velando e desvelando enlaces sutis entre as imagens, transmutando sentidos, metaforizando signos e símbolos. Uma poética das imagens, onde importa a intermitência do olhar, da luminosidade, dos pontos e linhas, da imagem, tremulante, veloz, pulsante, e por que não da vida e de suas dimensões, da arte e de suas possibilidades diegéticas e sensoriais.

05 – UrSORTUDO – Januário Jr. – DF – 10 anos
Sinopse: Aos Naldos, resta viver com as sequelas dos dos equívocos gerados pelas ações desse “estado de exceção” permanente, que encarcera por engano e não sabe o porquê. Enquanto aos demais, um pouco de leniência com aqueles, que agora são, falsos criminosos.

06 – TIMONEIRO – Pedro Murad – RJ – Livre
Sinopse: Filme sobre Hermínio Bello de Carvalho, carioca, produtor musical, poeta e compositor. Seguindo a linha de valorização dos artistas nacionais, tal qual Mário de Andrade, na sua peculiar Arte de Prestar a Atenção, Hermínio trouxe ao público Clementina de Jesus, Paulinho da Viola, João Nogueira e Nelson Cavaquinho, ajudando a impulsionar nomes como Elizeth Cardoso, Pixinguinha, Zezé Gonzaga, entre outros. Timoneiro é um filme poético e de estranhezas. Fala da passagem do tempo, das histórias, dos amigos e parceiros musicais. Hermínio na intimidade do seu apartamento revela-se. É preciso Prestar Atenção.

07 – ABISMO – Ivan de Angelis – RJ – Livre
Sinopse: Após quarenta anos trabalhando como porteiro de um edifício, Juvenal, por fim, se torna um prisioneiro.

08 – ProfanAÇÃO – Maria Estela Galvão Lapponi – SP – 18 anos
Sinopse: Cinco artistas – umx surdx, dXis com baixa visão, umx cadeirante e umx periclitante – se encontram para responder às perguntas que vasculham tudo o que há de bom e de ruim em ser o que são. O tempo – um ritual de respostas – é gira, é poética, é artístico e vai além daquilo que se quer “ouvir”. ProfanAÇÃO é performance em experimento cinematográfico. Visa dar início à pesquisa de inserção dos recursos de acessibilidade como parte da poética de obra artística.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados