Mobilização de caminhoneiros se intensifica na região Noroeste – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Mobilização de caminhoneiros se intensifica na região Noroeste

Diversas rodovias da região Noroeste já contam com pontos de mobilização e bloqueio para veículos de carga

22 de maio de 2018
Mobilização em Ijuí acontece em um dos principais entroncamentos rodoviários da região, no trevo do Posto 44 (Fotos: Rádio Repórter / Especial)

Os protestos dos caminhoneiros contra os altos preços dos combustíveis entra, nesta terça-feira, no segundo dia. Em Ijuí ocorre mobilização no trevo do Posto 44 (foto), entroncamento da BR 285 com as ERS’s 342 e 522. Os caminhoneiros estão sendo chamados a parar. Todos os demais veículos passam normalmente. Uma espécie de rotatória foi implantada no trevo.

O movimento dos caminhoneiros deve prosseguir hoje na BR 285, em Entre-Ijuís, na BR 158, em Panambi, Cruz Alta e Júlio de Castilhos, e na BR 472, em Santa Rosa. Em Carazinho, pouco antes das 7h de hoje, iniciou manifestação na BR 285, no conhecido trevo do avião. Em Passo Fundo, no km 301 da BR 285 também há bloqueio para veículos de carga.

Região Celeiro

Em Três Passos, grupo de caminhoneiros se reuniu na manhã desta terça-feira para decidir os rumos da mobilização na região Celeiro. Haverá ponto de bloqueio para caminhões no trevo de acesso a Três Passos pela Avenida Ijuí, o trevo do parque de máquinas, no km 100 da BR 468. Os demais veículos não serão parados. Os organizadores reforçam que a mobilização tem caráter pacífico.

Pautas de reivindicações

O protesto dos caminhoneiros, que abrange manifestações em cerca de 20 estados do país, está pedindo mudança na política de preços de combustíveis no país e a suspensão da cobrança de pedágio do eixo suspenso no caminhão vazio.

De acordo com André Costa, presidente da Fecam (Federação dos Caminhoneiros Autônomos), o custo do diesel, no caso do frete autônomo, chega a 42% do total. Porém, nos últimos 12 meses subiu ao todo 15,9% nos postos, dentro da nova política de preços da Petrobras. Lembra ainda que os caminhoneiros enfrentam outros problemas, como a falta de infraestrutura adequada nas estradas, estando muitas deterioradas, e a ausência de segurança, os elevados preços de pedágios e a falta de financiamento.

Abaixo, imagens de mobilização em Ijuí, no entroncamento da BR 285 com as ERS’s 342 e 522:

 

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados