Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Menino de 11 anos segue desaparecido no município de Planalto

Conselho Tutelar do município divulgou publicação na qual pede que a imagem seja compartilhada para auxiliar nas buscas.

21 de maio de 2020
Rafael reside com a mãe e o irmão e nunca havia sumido de casa antes. (Foto: Divulgação)

O sumiço de um menino de 11 anos intriga o município de Planalto, no Norte do estado. Rafael Mateus Winques está desaparecido há seis dias. O Conselho Tutelar de Planalto divulgou nesta quarta-feira (20) uma publicação nas redes sociais na qual pede que a imagem seja compartilhada para auxiliar nas buscas. Segundo o órgão, o material está sendo impresso e será distribuído nos municípios vizinhos, com intuito de auxiliar nas investigações.

O Conselho Tutelar ainda solicitou aos comerciantes que exponham em seus estabelecimentos o cartaz. Quem tiver informações sobre o paradeiro de Rafael deve entrar em contato com a Polícia Civil pelo telefone (55) 3794-1340, com a Brigada Militar pelo 190 ou com o Conselho Tutelar pelo (55) 3794-2050 ou (55) 99696-1574.

Segundo o relato da mãe à Polícia Civil, ela percebeu na manhã de sexta-feira (15) que o filho não estava mais dentro de casa. Ele teria desaparecido durante a madrugada. Na manhã desta quarta (20), o delegado Ercílio Carletti retornou à casa onde o menino vive com a mãe e o irmão de 16 anos para ouvir a família mais uma vez.

Segundo o delegado, os parentes contam que Rafael dormiu no quarto dele na noite de quinta-feira, mas durante a manhã seguinte, por volta das 8h, a mãe percebeu que ele não estava em casa. Ela relatou ter imaginado inicialmente que o menino estava na casa da avó, que fica do outro lado da rua. Mas descobriu, ainda durante a manhã, que o filho não tinha ido até lá.

A porta da frente de casa estava aberta, com a chave pelo lado de dentro. Ainda conforme o delegado, a polícia fez buscas pela cidade, assim como os familiares. Rafael possui um celular, mas não foi levado. Conforme o policial, o menino não teria retirado nenhum outro objeto de dentro de casa. A polícia acredita, com base no relato da mãe, que ele estivesse vestindo uma camiseta do Grêmio, calça de moletom preta, chinelos e óculos de grau, já que essa roupa foi a única que sumiu do quarto dele.

A residência está localizada na área urbana, no entanto, é a última casa de uma rua que termina em um matagal extenso. Na segunda-feira (18), bombeiros, com auxílio de cão farejador, fizeram buscas nesse terreno, mas nenhuma pista do menino foi localizada. A família estaria residindo em Planalto há cerca de dois anos. O pai do garoto mora em outro município e é agricultor.  Segundo o delegado, no momento a polícia trabalha apenas com o desaparecimento, já que não há indicativos de que tenha acontecido um crime. O menino nunca havia sumido de casa antes.

“O que se sabe é que ele passou a noite em casa, em algum momento da manhã ou madrugada vestiu a roupa divulgada, abriu a porta, saiu e não retornou mais. Não tem nenhum sinal de arrombamento. A porta foi aberta de dentro para fora. Está sendo analisado o celular dele, mas não tem indicativo de nada. É uma família humilde, não teria recursos para pagar um resgate de sequestro ou algo nesse sentido. Mas para uma cidade como Planalto é algo muito incomum”, afirma Carletti. Ainda conforme o policial, nenhuma imagem de câmera que auxilie na investigação foi localizada até o momento.

Fonte: Gaúcha ZH

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados