Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Médicos peritos aprovam abertura de seis agências do INSS no Rio Grande do Sul

Postos ficam em Porto Alegre, Canoas, Lajeado, São Leopoldo, Ijuí e Frederico Westphalen

22 de setembro de 2020
Os profissionais que atuam nestas unidades deverão, a partir desta terça-feira (22), se apresentar ao trabalho presencial (Foto: Arquivo)

A Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais (ANMP) divulgou nesta segunda-feira (21) a lista das agências do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS) que foram aprovadas em vistoria para a categoria voltar ao trabalho. No Rio Grande do Sul, seis unidades foram consideradas aptas para o retorno dos médicos peritos. As agências estão localizadas em Porto Alegre (no bairro Partenon), Canoas, Lajeado, São Leopoldo, Ijuí e Frederico Westphalen.

De acordo com a Associação, os profissionais que atuam nestas unidades deverão, a partir desta terça-feira (22), se apresentar ao trabalho para retomar o atendimento presencial dos usuários.

O INSS vai realizar, no momento, apenas as perícias que foram agendadas para evitar aglomeração nas agências e nos arredores. Aos segurados com perícia médica agendada, o INSS orienta que, antes de comparecer à agência, façam contato com o telefone 135 para confirmar se o serviço já está disponível.

Nas últimas semanas, mesmo com os agendamentos, as agências não realizavam os serviços por falta de médicos peritos, causando transtornos para as pessoas que buscavam laudos.

Em todo o Brasil, a ANMP vistoriou 108 agências. Deste total, 87 foram consideradas aptas ou aptas com restrições. As outras 21 foram consideradas inaptas e a orientação da entidade é que os médicos peritos permaneçam em trabalho remoto. Ainda segundo a Associação, as pendências encontradas nestas unidades serão encaminhadas ao secretário da Previdência.

Nesta terça-feira, mais agências irão passar por vistoria, segundo a ANMP. Segundo o INSS, o impasse deixou 1 milhão de pessoas sem atendimento no país.

Fonte: GaúchaZH

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados