Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Maxbem investirá R$ 30 milhões em Porto Mauá na cadeia do mel

Foco da indústria será o mercado internado, mas com visão de se tornar exportadora de produtos melíferos

22 de junho de 2021
Maquete eletrônica da futura beneficiadora de mel da Maxbem a ser instalada em Porto Mauá. (Imagem: Divulgação)

O valor que a empresa Maxbem anunciou para investimento em uma indústria beneficiadora de mel em Porto Mauá corresponde a duas vezes o orçamento anual do município. Serão R$ 30 milhões aplicados em uma área total de 8,1 hectares localizada na ERS-344, próximo à comunidade de São José do Mauá, às margens da rodovia. O maior recurso será investido na edificação de 4.395 m² numa área útil de 12.100 m².

Com a Licença Prévia aprovada pela Fepam, a previsão é de que a indústria comece a operar no segundo semestre de 2022 com processamento inicial de mil toneladas de mel por ano. A expectativa é de que em quatro anos a empresa atinja a capacidade plena de produção de 5,2 mil toneladas por ano.

“Até 2019 o Rio Grande do Sul foi protagonista na produção de mel, mas ultrapassado nos últimos anos pelo Paraná. Queremos resgatar essa cultura que no passado já teve cerca de 5 mil apicultores e que atualmente conta com apenas 2 mil produtores nas regiões Fronteira Noroeste, Celeiro e Missões”, projeta Samuel Gonçalves, gerente geral da Maxbem.

A partir da adaptação da cadeia produtiva, padronização do manejo, dedicação à atividade e segurança dos fornecedores, o objetivo é aumentar a produtividade de 14,5 kg para 20 kg de mel por colmeia ao ano.

Juscelino Gonçalves, assessor administrativo da Maxbem disse que a indústria atenderá o mercado interno, mas com foco também na exportação.

“Hoje a média nacional de consumo é baixa, cerca de 70g de mel per capita por ano. Países com grau de desenvolvimento maior como os Estados Unidos consomem dez vezes mais que o brasileiro, sendo responsáveis pela compra de 82% do mel exportado pelo Brasil. É um potencial a ser explorado no nosso país, pois precisamos avançar neste sentido”, avalia Juscelino.

Fonte: Jornal Noroeste

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2021 ® - Todos os direitos reservados