Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Mais seis propriedades terão Irrigação em Crissiumal

3 de abril de 2018

Em Crisiumal, nesta semana seis famílias assinaram contratos no valor de R$ 85.000,00, sendo destes  R$ 50.000,00 a fundo perdido, advindos da Secretaria do Desenvolvimento Rural-RS, via FEAPER, destinadas à implementar  sistemas de irrigação.

 

O ato ocorreu no Gabinete do Prefeito Municipal Roberto Bergmann, nesta segunda-feira, dia 05 de março, com a presença dos técnicos da EMATER, representante da Secretaria Municipal da Agricultura, presidentes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e do Sindicato Rural e os agricultores beneficiados.

 

O recurso, bem como, a indicação dos beneficiários foi gestionada pelo COMUDE-Concelho Municipal de Desenvolvimento e pelo Conselho Municipal de Política Agrícola, levando em conta, especialmente, a disponibilidade de água já reservada (açude), nas propriedades; a distância da energia elétrica; a proximidade e declividade da área a irrigar; além de, outras condições que efetivamente viabilizem o empreendimento.

 

“A água das chuvas é de importância fundamental para nossas lavouras e pastagens. A sua ocorrência e a boa, ou a má distribuição, tem sido o grande motivo de alegria, ou de decepção dos nossos agricultores. Na condição local de Crissiumal, onde o regime anual de chuvas soma-se, em torno de, 1.800mm ao ano; se for bem distribuído, é mais do que suficiente para o bom desenvolvimento das culturas e pastagens que aqui são cultivadas, bem como, para resolver as questões de abastecimento.

 

No entanto, esta distribuição, normalmente, não é da forma adequada, ideal ou desejada para as necessidades dos agricultores. Temos períodos com deficiências ou faltas de água e outros com excessos e sobras. Com um plano adequado de irrigação e de uso das águas, as sobras de um momento serão usadas em outro. Atualmente, em Crissiumal a área irrigada vem crescendo paulatinamente, já estando presente em mais de 30 propriedades”, ressalta Sergio Drumm, técnico da EMATER.

 

”Quando falamos em manejo das águas das chuvas, devemos ter em mente, também, que precisamos em primeiro lugar favorecer a infiltração de água no solo, para que esta esteja disponível, para as plantas e mananciais, em períodos mais críticos. Existem diferentes modalidades ou tipos de irrigação que devem ser adaptados conforme a cultura a irrigar (horta, pomar, lavoura ou pastagem), a quantia de água disponível, o tipo de solo, a declividade do terreno, a proximidade de energia elétrica, o bom local de captação etc. Dependendo destas condições, os tipos de irrigação são: o gotejamento, a micro-aspersão, a aspersão, a inundação ou por sulcos, a hidroponia ou, ainda, o sistema semi-hidropônico. As alternativas são inúmeras.

 

Não podemos mais contemplar simplesmente o escorrimento das águas em determinados momentos, sendo que, em 20 ou 30 dias, as mesmas já fazem enorme falta e causando prejuízos. Em algumas situações a irrigação não avançou, ou avança devagar, devido a problemas burocráticos ou legais; em função de licenciamentos e outros aspectos de impacto ambientais mal equacionados. A expectativa, no entanto, é de que estes eventuais entraves sejam resolvidos ou desburocratizados e possam gerar produção sem afetar o meio ambiente. É importante ressaltar que, ao implantar um sistema de irrigação, o agricultor precisa buscar estar sempre bem informado; garantindo, assim, que seja  observada a questão ambiental, a relação custo beneficio, a praticidade do uso e a eficiência  do sistema”, frisa o técnico da EMATER Fernando Leitchweis.

 

*Fonte: Emater/Ascar – Foto: Prefeitura de Crissiumal  

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados