Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Lavouras de trigo apresentam bom desenvolvimento no RS

Lavouras estão em desenvolvimento vegetativo nas regionais da Emater de Pelotas, Frederico Westphalen, Passo Fundo, Erechim e Santa Rosa

24 de julho de 2020
(Foto: Divulgação/Emater/RS-Ascar)

A semeadura do trigo está praticamente concluída no Estado. O predomínio de tempo seco e dias ensolarados na semana permitiu avanços no plantio, além de possibilitar a recuperação no desenvolvimento das lavouras e a realização de tratos culturais. De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (23), as lavouras de trigo estão em desenvolvimento vegetativo nas regionais da Emater/RS-Ascar de Pelotas, Frederico Westphalen, Passo Fundo, Erechim e Santa Rosa. Em geral, as lavouras estão bem implantadas, com bom estande de plantas.

Na regional de Santa Rosa, as chuvas torrenciais das semanas anteriores provocaram erosão laminar nas áreas implantadas em final de junho, principalmente naquelas em fase inicial de desenvolvimento. Além disso, a alta umidade do ar e do solo, junto com a elevação da temperatura no último fim de semana, criou as condições para o surgimento dos primeiros focos de doenças foliares, como oídio e manchas foliares, e também para o aparecimento de pulgão, exigindo vistorias para avaliar a necessidade de controle.

Ainda na região da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, a canola segue em desenvolvimento, com 39% das lavouras em desenvolvimento vegetativo, 53% já em floração e 8% em fase de enchimento de grãos. A cultura apresenta significativa carga de flores nos cachos. O bom aspecto das lavouras se deve à semeadura realizada nas condições e época corretas, ao adequado estabelecimento inicial, ao estande de plantas e também ao estado sanitário.

Na regional de Ijuí, a aveia branca segue com desenvolvimento satisfatório, apresentando plantas bem desenvolvidas e evoluindo para o estágio reprodutivo. O longo período com alta umidade e as chuvas intensas não provocaram danos significativos nas lavouras, pois o estágio mais avançado da cultura protegeu o solo dos efeitos das fortes chuvas, minimizando os impactos da erosão por escorrimento superficial. A presença de manchas foliares é pequena, mas requer monitoramento diante da elevação da temperatura e da presença de umidade.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados