Impactos da greve dos caminhoneiros em setores da economia de nossa região – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Impactos da greve dos caminhoneiros em setores da economia de nossa região

Em Três Passos, nos nove postos pesquisados, sete já estão sem combustível nesta manhã

24 de maio de 2018
Protesto de caminhoneiros segue nesta quinta-feira, no trevo de acesso a Três Passos (Fotos: Moisés Scherer)

Os protestos realizados por caminhoneiros em diversas rodovias do Estado já causam escassez de combustível em postos de mais de 30 cidades gaúchas. O levantamento é do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes no Rio Grande do Sul (Sulpetro), e aponta que nestes municípios ao menos um estabelecimento já esgotou o estoque. Três Passos está nesta lista, além de cidades como Frederico Westphalen e Cruz Alta.

Estoque de combustível cada vez mais reduzido
Em Três Passos, nos nove postos pesquisados, sete já estão sem combustível nesta manhã. Nos postos que ainda têm gasolina, o movimento foi intenso durante a quarta-feira, principalmente a partir da tarde de ontem. A expectativa da maior parte dos locais pesquisados – e que ainda possuem reserva nas bombas – é de que o combustível ainda esteja a disposição dos consumidores nesta quinta-feira.

Em Crissiumal, na há falta de combustível até o momento, em três postos pesquisados. Veículos de outros municípios estão se encaminhando até a cidade para abastecer e os proprietários acreditam que neste ritmo pode haver desabastecimento até amanhã.

Agricultura sente os impactos da greve
Outros setores da economia também começam a sentir os reflexos da paralisação nos transportes de cargas. O frigorífico da JBS em Três Passos está com atividades dos setores de abates e desossa paralisadas, ontem e hoje. No frigorífico de aves da JBS de Itapiranga não haverá abate nesta quinta, nos três turno, e amanhã, pelo menos no primeiro turno.

A partir de contato de ouvintes com a nossa reportagem, na manhã de hoje, há relatos de que não está sendo realizada a entrega de ração para propriedades de aves no distrito de Bela Vista, em Três Passos, porém, há estoque pelo menos até domingo.

Há informações de que já está faltando matéria-prima para fabricação de ração na indústria da Mais Frango, preocupando ainda mais o setor de distribuição.

Na localidade de Vista Alegre/Bela Vista, em Três Passos, produtores relatam que já foram comunicados que haverá diminuição na ração para a produção de suínos, pois não há previsão de reposição.

Em São Sebastião, no município de Vista Gaúcha, o reservatório de ração tanto para vacas de leite como para suínos está baixo. Técnicos orientaram para diminuir a dosagem. Pelo menos 800 litros de leite armazenados terão que ser descartados, e não há previsão de recolhimento de leite no dia de hoje. Uma alternativa dos produtores está sendo fazer queijo para aproveitar uma parte da produção.

Em Tenente Portela, há falta de ração para suínos. O recolhimento de leite no município, ontem, foi normal. Em Frederico Westphalen falta matéria-prima para a produção de ração.

Liminares obtidas ontem a tarde liberaram a passagem de caminhões em trechos específicos de rodovias localizadas no Rio Grande do Sul. O Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados do RS (Sindilat-RS) obteve duas decisões em seu favor. Uma em Cruz Alta, abrangendo as BRs 158,386 e 285. A medida já está valendo e prevê multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento. A outra foi em Ijuí. Suzany Herrmann, da VP Advogados, que representa o Sindilat-RS, explica que, neste caso, a decisão vale para rodovias estaduais da circunscrição de Ijuí. O descumprimento prevê multa diária de R$ 5 mil.

A entidade também entrou com recurso para tentar reverter a decisão da Justiça Federal, que negou pedido feito.

Também ontem, a JBS conseguiu liminar na 1ª Vara Cível da comarca Montenegro, que determina a liberação do acesso à unidade da empresa no município, na rótula da RS-240 com a BR-470. A medida se restringe a caminhões da marca e aos limites da comarca.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carnes de Soja (Sintricas) está convocando todos seus colaboradores funcionários da JBS para participar hoje, às 15 horas, de uma manifestação em apoio aos caminhoneiros, no trevo de acesso a Três Passos, em apoio ao grupo que lá está mobilizado.

A empresa Lactalis encaminhou nota hoje, dando conta de que poderá ocorrer interrupção da coleta de leite nas propriedades em virtude dos protestos que acabam interrompendo o trânsito em diversas rodovias.

Outros setores da economia
Nos supermercados pesquisados pela reportagem na manhã de hoje, há relato de falta de produtos principalmente na parte de frios e hortifrutigranjeiros, além de linha de produtos lácteos.

O presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, informa que a partir de quarta-feira agravaram-se os problemas de abastecimento de mercadorias para supermercados gaúchos em decorrência da paralisação dos caminhoneiros. O dirigente salienta, entretanto, que os supermercados possuem um estoque médio de segurança de 15 dias nos produtos não perecíveis, em que se enquadram itens de mercearia (massas, biscoitos, grãos, leite, açúcar, bebidas, farináceos, matinais, condimentos, doces, bombonière, etc.), higiene e beleza, limpeza, bazar e não alimentos em geral. “Com relação a estes produtos, não há risco de desabastecimento para o consumidor final em um curto prazo”, destaca Longo.

A situação mais preocupante recai sobre os perecíveis, que não são estocados pelos supermercados. “A partir dos próximos dias, se a situação não se normalizar, poderá haver desabastecimento em itens de hortifrúti, carnes, frios e laticínios refrigerados, por exemplo”, explica o presidente da Agas. Segundo Longo, os problemas vão aumentar gradativamente, à medida que os supermercadistas não conseguirem repor as mercadorias vendidas nas lojas do setor.

Nas farmácias, em Três Passos, não há falta de produtos, mas entregas de fornecedores previstas para esta quinta-feira não tem previsão de acontecer.

A Prefeitura de Três Passos estará readequando serviços nesta sexta-feira, para economizar o máximo de combustível e priorizar apenas urgências e emergências da área da saúde, além de ações de infraestrutura que estão inacabadas, para liberar o trânsito de veículos ou pessoas em determinados casos. Se a greve continuar, na segunda-feira não será possível a realização do transporte escolar e de outras ações que dependam de combustíveis para a frota municipal.

 

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados