FETAG-RS e FETRAF-RS manifestam apoio à greve dos caminhoneiros – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

FETAG-RS e FETRAF-RS manifestam apoio à greve dos caminhoneiros

As federações que representam os agricultores familiares no Estado se posicionaram por meio de notas.

23 de maio de 2018
Manifestantes estão concentrados no trevo de acesso à cidade de Três Passos. (Foto: Moisés Scherer/Rádio Alto Uruguai)

As federações que representam os agricultores familiares no Rio Grande do Sul divulgaram notas em apoio à greve dos caminhoneiros.

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FETAG-RS) informou ontem que “apoia a mobilização dos caminhoneiros por entender que está insustentável produzir e trabalhar no Brasil da forma como está sendo conduzida a política de preços dos combustíveis”.

Segundo o texto, assinado pela direção da FETAG-RS, “para o agricultor familiar a situação se torna ainda pior, pois além dos combustíveis, os demais insumos que compõem o custo de produção aumentam de valor ano a ano, ao contrário dos preços dos produtos que baixam. Assim, quando o caminhoneiro tem seu custo elevado, acaba majorando o custo do produtor”.

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul (FETRAF-RS) também manifestou seu apoio ao movimento. Segundo nota da entidade, a classe “tem uma reivindicação justa e legítima com relação ao alto preço do combustível, especialmente do óleo diesel, e com relação ao baixo valor do frete”.

A FETRAF-RS também citou que a Agricultura Familiar é prejudicada e paga duas vezes a conta do preço alto do combustível. “Primeiro no momento da produção, visto que atualmente a grande maioria de nossos agricultores necessita principalmente do óleo diesel para fazer sua produção e paga mais caro os insumos, sendo muitos deles derivados do petróleo, e que na sua grande maioria (quase todos) dependem também de um transporte para chegar até a unidade de produção do Agricultor Familiar”.

Ainda conforme a nota da FETRAF-RS, a entidade “também acredita no bom senso do movimento dos caminhoneiros para que eles compreendam a necessidade que os agricultores têm em fazer o transporte pro escoamento da produção, a exemplo do leite, aves e suínos. Por outro lado, também é dada a necessidade do transporte de ração e medicamentos para os animais”.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados