Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Federalização da RSC 163 é passo fundamental para uma futura ponte entre Barra do Guarita e Itapiranga

Amuceleiro protocolou pedido junto ao DAER. Expectativa é de que o pedido avance nas próximas semanas

26 de maio de 2020
Travessia entre Barra do Guarita e Itapiranga é realizada através de balsa (Foto: Rádio Alto Uruguai / Arquivo)

Na última sexta-feira (22), durante assembleia virtual da Amuceleiro, um dos temas debatidos pelos prefeitos da região foi o processo de federalização da RSC 163, que liga Tenente Portela até Barra do Guarita. A federalização do trecho é necessária para que seja desenvolvido o projeto de construção de uma ponte sobre o rio Uruguai, ligando RS e SC, entre Barra do Guarita e Itapiranga. Hoje, a travessia neste ponto é realizada pelo serviço de balsa. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ernani Polo, participou da reunião, por videoconferência.

De acordo com o prefeito de Braga e presidente da Amuceleiro, Carlos Vigne (Nei), em entrevista à Rádio Alto Uruguai, o estado de Santa Catarina já está com o processo de federalização de seu trecho da SC 163, em fase de conclusão, restando apenas a sanção do governador. No lado do Rio Grande do Sul, a Amuceleiro protocolou, no ano passado, um pedido para que também ocorra a autorização e este trecho seja federalizado. O pedido foi encaminhado ao DAER (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem), órgão vinculado ao governo estadual, e há uma expectativa de que nas próximas semanas esse pleito avance. Uma reunião virtual deverá ser agendada, com apoio da Assembleia Legislativo, para que esse pedido seja debatido.

Após formalizar a federalização dos dois trechos da rodovia 163, tanto no RS como em SC, é que as autoridades regionais, dos dois estados, estarão apresentando um projeto executivo da ponte, para o DNIT e Ministério da Infraestrutura. “A Amuceleiro já está colaborando no custeio de um projeto de impacto ambiental para a construção da ponte, que também é necessário para que o projeto final possa ser estabelecido”, confirmou o prefeito Nei.

A ponte ligando os dois estados é um sonho antigo da comunidade regional, encurtando distâncias e possibilitando uma melhor logística e escoamento da produção. Atrair investimentos e potencializar setores estratégicos, como o turismo, também são metas que poderão ser elencadas, com a concretização desta ligação.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados