ESPECIAL BARRAGENS: Prefeito de Derrubadas pede apoio às lideranças regionais na luta pela preservação do Parque Estadual do Turvo – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

ESPECIAL BARRAGENS: Prefeito de Derrubadas pede apoio às lideranças regionais na luta pela preservação do Parque Estadual do Turvo

O Parque do Turvo abriga o Salto do Yucumã e uma rica biodiversidade, se constituindo no principal ponto que atrai turistas na região Celeiro. Nos últimos anos, investimentos estão melhorando a infraestrutura do local para acolher os visitantes

16 de julho de 2019
Prefeito de Derrubadas, Alair Cemin (Ila), concedendo entrevista à Rádio Alto Uruguai (Foto: Moisés Scherer/Rádio Alto Uruguai)

A retomada da discussão para implementar o complexo energético Garabi/Panambi preocupa o prefeito de Derrubadas, Alair Cemin, o Ila. Nos últimos meses ele participou de reuniões sobre o tema em Santa Rosa, promovida pela associação de municípios daquela região, e em Porto Alegre, na Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Infraestrutura.

Nos encontros, de acordo com Ila, está sendo dito que com a construção do complexo, serão alagados 62 hectares do Parque Estadual do Turvo. O prefeito acredita que com esse prognóstico, o Salto do Yucumã irá desaparecer. “E o salto representa uma de nossas maiores belezas. Isso preocupa toda a região”. O Parque Estadual do Turvo é a maior unidade de conservação do RS e o último local de ocorrência de espécies como a onça-pintada, harpia e anta. Já o Salto do Yucumã é o maior salto longitudinal do mundo, com 1.800 metros de extensão.

O prefeito reforça que a preocupação das lideranças regionais não recai apenas sobre o Parque Estadual do Turvo. Para ele, o complexo energético representará o alagamento de muitos hectares de matas e territórios ao longo deste trecho do rio Uruguai. Cerca de 70% da cidade de Porto Mauá será atingida e terá de ser realocada. As preocupações, portanto, vão além do meio ambiente, mas também se referem às comunidades que serão afetadas.

Para Ila, o seu colega, prefeito de Porto Mauá, está confiante no projeto e chegou a lhe relatar que está tudo planejado para readequar a cidade. Porém, o mandatário de Derrubadas demonstra muita cautela: “outras barragens por aí até hoje não cumpriram com aquilo que foi combinado antes [na questão de alojar e indenizar todas as famílias afetadas]”.

O prefeito de Derrubadas conclama todas as lideranças políticas e da sociedade civil da região, para ajudar na luta pela preservação do Parque Estadual do Turvo, mas também, segundo ele, do próprio rio Uruguai, “que hoje está cheio de grandes açudes, afetando inclusive os peixes”, destaca.

A procura por outras fontes energéticas também é apontada pelo prefeito Ila como alternativa viável, através da energia eólica ou solar. “Nós somos um grande produtor de oxigênio, por isso é de fundamental importância lutar pela defesa do Parque do Turvo”.

O chefe do executivo de Derrubadas também garante que vem mantendo contato com os demais prefeitos e lideranças da região Celeiro e do Consórcio Rota do Yucumã, para que haja uma mobilização forte no sentido de acompanhar e averiguar se realmente os estudos estão atualizados a respeito do projeto e quais os reais impactos. “Queremos salvar o Salto do Yucumã”, reforça.

Processo judicial suspendeu andamento do complexo

As tratativas para construção do complexo Garabi/Panambi estão suspensas desde 2015 por decisão da Justiça Federal, mas a retomada do projeto voltou a preocupar no final do mês de maio deste ano, com o início das articulações políticas para a alteração da delimitação do Parque Estadual do Turvo – motivo que tem mantido suspenso o processo de licenciamento ambiental da construção. O temor está na dimensão e na rapidez do movimento: em 20 dias, entre maio e junho, foram realizadas pelo menos quatro reuniões com lideranças políticas.

Além disso, alega o Município de Derrubadas, poucas informações têm sido divulgadas a respeito dessas tratativas, e aquelas que são divulgadas divergem entre si, como a possível área que será inundada no Parque Estadual do Turvo: alguns locais informam que serão atingidos 60 hectares e outros informam que seriam inundados 10% do Parque (o que corresponde a 1.750 hectares).

Parque do Turvo vem recebendo melhorias para bem receber os turistas

Apesar da pressão constante que a preservação do Parque Estadual do Turvo sofre, sua infraestrutura tem recebido importantes investimentos nos últimos anos, visando bem acolher os turistas. A partir de um termo de cooperação entre Estado e Município, diversas melhorias estão sendo estruturadas no Parque do Turvo.

Na última semana, o Município informou que a obra dos novos sanitários públicos (fotos abaixo), localizado na área de lazer próxima ao Salto do Yucumã, foi finalizada e os mesmos já estão liberados para uso. A obra foi custeada por medida de compensação ambiental da empresa Enel/Cien e executada pela empresa Eco Empreendimentos Ambientais, com uso de soluções técnicas sustentáveis e de energias renováveis.

Foram construídos cinco banheiros femininos; cinco banheiros masculinos e um banheiro família, com acesso a pessoas com necessidades especiais.

Um dos grandes problemas verificados atualmente é a condição de trafegabilidade da estrada de chão que dá acesso até o Salto do Yucumã, na área interna do parque. “Estamos tentando melhorar nesse sentido e pedimos a compreensão dos turistas”, afirma o prefeito de Derrubadas.

Ele também comemora o número crescente de visitantes que o Parque Estadual do Turvo está conseguindo atrair nos últimos anos, algo que para ele reforça a importância e o compromisso da preservação e da luta regional para defender esse patrimônio ambiental e histórico.

Sistema de monitoramento das quedas deve ser implantado

Na última semana, o prefeito de Derrubadas e a secretária municipal de Turismo, Angelita Bomm dos Santos, estiveram em El Soberbio, na Argentina, buscando estabelecer uma parceria com a equipe de gestão do Parque Provincial Moconá (que se encontra dentro da Reserva de Biosfera Yabotí, no lado argentino), buscando a implementação de um projeto de visualização e monitoramento do salto, possibilitando aos visitantes, à equipe que trabalha no parque, aos pesquisadores e qualquer outro interessado, em saber como está, diariamente, o nível das quedas.

“O lado argentino do parque já está estruturado com rede de energia elétrica, internet e antena, que poderão dar suporte ao projeto de monitoramento do salto no lado brasileiro”, afirma o prefeito de Derrubadas.

Monitoramento projetado pelo Município de Derrubadas facilitará informações quanto à visibilidade das quedas no Salto

OUÇA NA ÍNTEGRA A ENTREVISTA COM O PREFEITO DE DERRUBADAS:

 

Ao longo da semana estaremos trazendo mais reportagens nesta série que destaca os possíveis impactos com a construção de novas hidrelétricas no rio Uruguai.

LEIA MAIS NO ESPECIAL BARRAGENS:

Município de Derrubadas diz que não há comprovação dos reais impactos de Garabi/Panambi no Salto do Yucumã

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados