Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Emater promove assinatura de contratos do Bolsa Juventude Rural na região

Oito jovens humaitenses serão beneficiados com R$ 2 mil e terão o compromisso de desenvolver um projeto produtivo onde residem

3 de março de 2021
Vanessa Tamires Schuh está entre os jovens humaitenses selecionados pelo programa. (Fotos: Divulgação/Emater/RS-Ascar)

A Emater/RS-Ascar começa a receber os documentos dos jovens habilitados a participarem do Programa Bolsa Juventude Rural. O programa é coordenado no Rio Grande do Sul pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e nesta edição irá beneficiar 113 jovens da região de Ijuí.

Nos escritórios municipais da Emater, os jovens que foram habilitados pelo programa no ano passado assinam um contrato por meio do qual se comprometem a executar um projeto produtivo do interesse deles. Para tanto, irão receber assistência técnica e social da Emater. No projeto produtivo eles terão de descrever como planejam investir na propriedade onde vivem o recurso no valor de R$ 2 mil concedido pelo Programa Bolsa Juventude Rural.

Tenente Portela, na região Celeiro, teve o maior número de bolsas da região de Ijuí, 35 no total. Na sequência, vêm os municípios de Redentora (24), São Valério do Sul (10), Condor (9), Humaitá (8), Catuípe (4), Coronel Bicaco (3), Jóia (3), Boa Vista do Incra (2), Derrubadas (2), Esperança do Sul (2), Panambi (2), Bom Progresso (1), Colorado (1), Fortaleza dos Valos (1), Ijuí (1), Nova Ramada (1), Quinze de Novembro (1), Santo Augusto (1), Tiradentes do Sul (1) e Vista Gaúcha (1). Praticamente a metade das bolsas (55) foram destinadas a indígenas da etnia Kaingang, moradores das Terras Indígenas Guarita e Inhacorá.

Pablo Kauê Guse também está entre os humaitenses selecionados. (Foto: Divulgação/Emater/RS-Ascar)

Na edição do ano de 2020, a Emater de Humaitá inscreveu um total de 14 jovens para o programa, dos quais oito foram classificados e habilitados para a elaboração de projeto produtivo. Cada jovem será beneficiado com o valor de R$ 2 mil e terá o compromisso de desenvolver um projeto produtivo na propriedade em que reside, dentro do período de 10 meses e manter a frequência escolar. Os jovens habilitados são seis estudantes do ensino médio do Instituto Estadual de Educação Maria Cristina – CIEP, que cursam o segundo e terceiro ano, além de dois da Escola Técnica Estadual Celeiro (ETEC).

Os beneficiários pelo programa em Humaitá são: Guilherme Luis Rohden da localidade Linha Schwade, Vanessa Tamires Schuh da Linha Schuh, Taiam Arthur Lompa de Herval Grande, Gabriela Webber da Linha Frizzo, Andressa Letícia Oppermann que reside na Linha Sanga Ernesto, Jayne Andrieli Holzbach que reside na Linha Paulata, Joel Henrique Spies da Linha Sanga Severino e Pablo Kauê Guse, morador de Herval Grande.

Segundo a extensionista da Emater de Humaitá Michele Cânci Wagner, os projetos visam estimular o “gosto pelo rural” nos jovens e serão desenvolvidos em atividades que gerem prazer, renda e inserção na vida social entre pais e filhos buscando diálogo, melhoria da qualidade de vida e discussões sobre o processo de sucessão familiar.

Os jovens também fazem parte do Programa Socioassistencial que a Emater/RS-Ascar tem inscrito junto à Secretaria Municipal de Assistência Social. A Emater municipal estará juntamente com as famílias, e principalmente os jovens, elaborando e acompanhando o desenvolvimento dos projetos.

Joel Henrique Spies também está entre os beneficiários em Humaitá. (Foto: Divulgação/Emater/RS-Ascar)

Fonte: Rádio Alto Uruguai - Com informações da Emater/RS-Ascar

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2021 ® - Todos os direitos reservados