Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Dez municípios da Amuceleiro ficam sob bandeira vermelha em nova atualização preliminar

Municípios da região Celeiro terão de utilizar protocolo da bandeira vermelha, caso não tenham seus recursos acolhidos: Barra do Guarita, Braga, Coronel Bicaco, Crissiumal, Esperança do Sul, Miraguaí, Redentora, Santo Augusto, Tenente Portela e Três Passos

17 de julho de 2020
Mapa preliminar aponta 90% das regiões com bandeira vermelha na 11ª rodada do Distanciamento Controlado (Foto: Reprodução)

O agravamento da pandemia deixou em vermelho quase todo o Rio Grande do Sul. Das 20 regiões do Distanciamento Controlado, apenas duas foram classificadas com bandeira laranja (de risco médio) no mapa preliminar da 11ª rodada, divulgado nesta sexta-feira (17). Significa que 90% do Estado apresenta alto risco para disseminação de coronavírus e ocupação de leitos.

Com relação à Amuceleiro, dez dos 21 municípios que compõe a associação, estão classificados sob a bandeira vermelha, após o anúncio preliminar desta sexta-feira, que manteve a regional de Palmeira das Missões e incluiu a regional de Ijuí, sob a bandeira vermelha.

Os municípios de Barra do Guarita, Braga, Coronel Bicaco, Crissiumal, Esperança do Sul, Miraguaí, Redentora, Santo Augusto, Tenente Portela e Três Passos, apresentaram óbito ou internação de paciente pela Covid-19 nos últimos 14 dias e entraram para a bandeira vermelha.

Os municípios terão até as 6 horas da manhã de domingo para apresentar recurso ao comitê de crise do governo estadual, que poderá reavaliar a situação.

Outros onze municípios da Amuceleiro, apesar de estarem nas regionais que estão sob a bandeira vermelha, poderão adotar os protocolos da bandeira laranja, por não terem registrado óbito ou internação hospitalar de pacientes pela Covid-19 nos últimos 14 dias. São eles: Bom Progresso, Campo Novo, Chiapetta, Derrubadas, Humaitá, Inhacorá, São Martinho, São Valério do Sul, Sede Nova, Tiradentes do Sul e Vista Gaúcha.

A Amuceleiro deverá analisar os dados repassados pelos 21 municípios, ao longo deste sábado, para então decidir de que forma apresentará recurso ao governo estadual. Os recursos levam em conta apenas critérios técnicos e numéricos.

Nota técnica sobre a regional de Palmeira das Missões

A região de Palmeira das Missões mantém a classificação de alto risco. O número de casos ativos pela doença na última semana melhorou, passando de 211 registros para 201 entre as duas semanas. Este critério, que comparado com os casos recuperados nos 50 dias anteriores, variou de bandeira vermelha para laranja. A região registrou a redução de 17% nas hospitalizações confirmadas para Covid-19 nos últimos 7 dias entre as duas semanas, passando de 24 hospitalizações para 20. Os casos de internação em UTI por síndromes respiratórias agudas graves tiveram pequena redução, já que agora são 10 pacientes, ao passo que há uma semana eram 11 casos. No caso das internações confirmadas para Covid-19 em leitos clínicos e de UTI, observou-se aumento na primeira (de 8 para 19) e redução na segunda, com 3 pacientes internados em UTI.

Apesar da redução nas hospitalizações, os indicadores de Incidência de Novos Casos Sobre a População continuam em situação de risco muito alto. Por fim, com relação ao número de leitos de UTI livres no último dia, comparado entre
as duas semanas, se verifica uma pequena redução, passando de 9 para 8 leitos livres.

Nota técnica sobre a regional de Ijuí

A região Covid de Ijuí, que até a décima rodada do Distanciamento Controlado vinha obtendo bandeiras amarela e laranja, obtém a mensuração dos indicadores de bandeira vermelha nessa atualização. Além do impacto dos indicadores macrorregionais e estaduais de Capacidade e de Mudança da Capacidade de Atendimento, as hospitalizações registradas para Covid-19 nos últimos 7 dias apresentaram um aumento expressivo frente a semana anterior, passando de 2 para 7 hospitalizações registradas confirmadas para Covid-19. No caso dos internados em leitos de UTI por SRAG, a região passou de 1 para 4 pacientes.

Apesar da melhora no indicador da razão entre ativos na última semana e recuperados nos 50 dias anteriores ao início da semana, o indicador de hospitalizações a cada 100 mil habitantes piorou entre as semanas, passando de bandeira amarela para laranja.

Balanço sobre a nova atualização

Nove regiões apresentaram piora nos indicadores com relação à semana anterior. Cruz Alta, Erechim, Lajeado, Ijuí, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Uruguaiana saíram da bandeira laranja para a vermelha, juntando-se a Porto Alegre, Canoas, Cachoeira do Sul, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo e Taquara, que já estavam com risco alto.

Com isso, 469 municípios (do total de 497) das 18 regiões estarão preliminarmente classificados em bandeira vermelha, somando 10.273.823 habitantes, ou seja, 91% da população gaúcha (11.329.605 habitantes).

Deste total, 270 cidades e seus 1.735.262 habitantes (15,3% da população) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Clique para ver a lista dos municípios enquadrados na Regra 0-0.

Com exceção desses municípios enquadrados na Regra 0-0, as demais prefeituras e associações regionais têm 36 horas – que se encerram às 6h domingo (19/7) – para apresentarem recurso por meio do formulário de on-line: https://forms.gle/3h7wZ5Reiy1VgxaM9.

Os pedidos de reconsideração serão avaliados pelas equipes técnicas do governo. A decisão será tomada pelo Gabinete de Crise na segunda-feira (20/7) e, à tarde, o mapa definitivo, vigente a partir de terça (21/7), será divulgado.

Clique para ver a nota técnica com a justificativa da classificação das regiões.

PRINCIPAIS INDICADORES DA 11ª RODADA

• número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) de confirmados Covid-19 aumentou 11% entre as duas últimas semanas (770 para 855);
• número de internados em UTI por SRAG aumentou 17% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (647 para 754);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 23% entre as duas últimas quintas-feiras (693 para 853);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 13% entre as duas últimas quintas-feiras (504 para 572);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 8% entre as duas últimas quintas-feiras (de 594 para 547);
• número de óbitos por Covid-19 aumentou 31% entre as duas últimas quintas-feiras (de 207 para 271);
• As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (334), Novo Hamburgo (99) Caxias do Sul (81), Passo Fundo (61) e Canoas (47).

Clique aqui e acesse o levantamento completo da 11ª rodada do Distanciamento Controlado.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados