Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Crissiumal confirma dois casos de dengue e investiga outros dois

Informações foram confirmadas pela prefeitura nesta semana

2 de abril de 2020
Água parada é o principal fator para proliferação do mosquito transmissor da dengue (Foto: Arquivo)

A Secretaria Municipal de Saúde de Crissiumal confirmou, esta semana, os dois primeiros casos de dengue, este ano, no município. De acordo com investigação, um dos casos foi adquirido fora do município. São, ainda, investigados mais dois casos suspeitos que aguardam os resultados dos testes.

A secretária de Saúde, Suelen Cocco, afirma que as barreiras sanitárias são realizadas nos quarteirões, sempre que há casos suspeitos. Desde o mês de fevereiro já vinha se investigando outros casos que deram negativo e, mesmo sendo negativados, as barreiras sanitárias foram feitas.

O trabalho de combate à dengue no município de Crissiumal é realizado durante o ano todo. Em nenhum momento o Município parou de trabalhar a conscientização da população quanto as precauções contra o mosquito Aedes aegypti, além de realizar vistorias nos pátios, afim de identificar focos do mosquito transmissor, através de um trabalho conjunto entre agentes de combate de endemias e agentes comunitários de saúde, com a participação da Vigilância Sanitária.

De acordo com a Secretaria de Saúde, mesmo com o intenso trabalho de prevenção ao coronavírus (Covid-19), que vem sendo realizado nas últimas semanas, em nenhum momento se deixou de tomar as medidas preventivas de combate ao Aedes aegypti.

A prevenção e combate ao mosquito da dengue é extremamente importante, considerando que em municípios vizinhos, os casos de infectados pela dengue vem crescendo assustadoramente.

Já é sabido que para prevenir a dengue é necessário evitar o acúmulo de água, uma vez que o mosquito deposita seus ovos em recipientes ou locais cheios do líquido. No entanto, existem diversas dicas que podem contribuir para evitar a criação do mosquito, como:

EVITE O ACÚMULO DE ÁGUA
O mosquito coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável. Por isso é importante jogar fora pneus velhos, virar garrafas com a boca para baixo e, caso o quintal seja propenso à formação de poças, realizar a drenagem do terreno. Também é necessário lavar a vasilha de água do bicho de estimação regularmente e manter fechadas tampas de caixas d’água e cisternas.

COLOQUE TELA NAS JANELAS
Colocar telas em portas e janelas ajuda a proteger sua família contra o mosquito da dengue. O problema é quando o criadouro está localizado dentro da residência. Nesse caso, a estratégia não será bem sucedida. Por isso, não se esqueça de que a eliminação dos focos da doença é a maneira mais eficaz de proteção.

SEJA CONSCIENTE COM SEU LIXO
Não descarte lixo em valas, valetas, terrenos baldios, margens de córregos e riachos. Assim você garante que eles ficarão desobstruídos, evitando acúmulo e até mesmo enchentes. Em casa, deixe as latas de lixo sempre bem tampadas.

COLOQUE DESINFETANTE NOS RALOS
Ralos pequenos de cozinhas e banheiros raramente tornam-se foco de dengue devido ao constante uso de produtos químicos, como xampu, sabão e água sanitária. Entretanto, alguns ralos são rasos e conservam água estagnada em seu interior. Nesse caso, o ideal é que ele seja fechado com uma tela ou que seja higienizado com desinfetante regularmente.

COLOQUE AREIA NOS VASOS DE PLANTAS
O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Há três alternativas: eliminar esse prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia. A areia conserva a umidade e ao mesmo tempo evita que e o prato se torne um criadouro de mosquitos.

LIMPE AS CALHAS
Grandes reservatórios, como caixas d’água, são os criadouros mais produtivos de dengue, mas as larvas do mosquito podem ser encontradas em pequenas quantidades de água também. Para evitar até essas pequenas poças, calhas e canos devem ser checados todos os meses, pois um leve entupimento pode criar reservatórios ideais para o desenvolvimento do Aedes aegypti.

PISCINAS E AQUÁRIOS
Piscinas pode se tornar foco de dengue – por isso, a atenção deve ser redobrada com a limpeza em épocas de surto. Já no caso dos aquários, peixes são grandes predadores de formas aquáticas de mosquitos.

USO DE REPELENTE
O uso de repelentes, principalmente em viagens ou em locais com muitos mosquitos, é um método importante para se proteger contra a dengue. Recomenda-se, porém, o uso de produtos industrializados. Os repelentes caseiros, como andiroba, cravo-da-índia, citronela e óleo de soja não possuem grau de repelência forte o suficiente para manter o mosquito longe por muito tempo. Além disso, a duração e a eficácia do produto são temporárias, sendo necessária diversas reaplicações ao longo do dia, o que muitas pessoas não costumam fazer.

A população deve redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito. Essa é a única forma de prevenção.

Fonte: Prefeitura de Crissiumal

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2020 ® - Todos os direitos reservados