Conheça os filmes selecionados para o 46º Festival de Cinema de Gramado – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Conheça os filmes selecionados para o 46º Festival de Cinema de Gramado

Evento acontece entre os dias 17 e 25 de agosto, na Serra Gaúcha

10 de julho de 2018
São 48 produções que disputam o Kikito (Foto: Diego Vara/Pressphoto/Festival de Gramado/Divulgação)

O Festival de Cinema de Gramado divulgou, na manhã desta terça-feira (10), os filmes selecionados para sua 46ª edição, que ocorre entre os dias 17 e 25 de agosto, na Serra gaúcha. Neste ano, o evento teve 665 inscritos, considerando longas e curtas metragens. Parte dos curtas que vão disputar o Kikito já havia sido revelada na semana passada.

Entre os longas, as mostras competitivas apresentam nove brasileiros e cinco estrangeiros, todos inéditos no circuito nacional. Segundo Rubens Ewald Filho, o painel reflete a fiel representação da confiança que a curadoria – formada por ele, Marcos Santuario e a argentina Eva Piwowarski – conquistou nos últimos anos. “Hoje o trabalho mais difícil é encontrar espaço para contemplar produções tão diversas e de qualidade”, comentou o curador.

Marcos Santuario destacou que as produções selecionadas são um “panorama contemporâneo que contempla tanto o cinema de nomes reconhecidos quanto o de revelações e que consegue transitar por diferentes gêneros, com obras tão plurais quanto os cinemas que elas representam”. Sobre os títulos brasileiros especificamente, o curador ressaltou: “São filmes que estão representando a América Latina nos festivais do mundo. É uma forma de abrir a janela brasileira para que sejam conhecidos. Esta foi a qualidade que eles apresentaram”.

Além da lista completa de filmes, o 46º Festival de Gramado também já revelou alguns de seus homenageados. O Troféu Eduardo Abelin, distinção que destaca a trajetória e a contribuição de diretores brasileiros, será entregue ao animador Carlos Saldanha, indicado duas vezes ao Oscar. Já o Troféu Cidade de Gramado, honraria dada a atores que possuem ligação com a história da cidade, será do ator Ney Latorraca. O Oscarito e o Kikito de Cristal ainda não foram anunciados.

Henrique Lahude classifica filme entre os curtas gaúchos
Entre os vinte curtas gaúchos selecionados para a premiação Assembleia Legislativa, está o filme “Fè Mye Talè”, do diretor Henrique Lahude, representando a cidade de Encantado. Lahude é um dos grandes colaboradores do Festival de Cinema de Três Passos, tendo sido jurado em duas edições, além de produtor cultural e coordenador do projeto Cidade Cinematográfica, que desenvolve atividades de capacitação e produção audiovisual com estudantes e professores da rede pública de educação de Três Passos e outras cidades da região.

Selecionados para o 46º Festival de Cinema de Gramado

Filmes em competição Longas-metragens brasileiros:
10 segundos para vencer (RJ), de José Alvarenga Jr.
O banquete (SP), de Daniela Thomas
Benzinho (RJ), de Gustavo Pizzi
A Cidade dos Piratas (RS), de Otto Guerra
Correndo atrás (RJ), de Jeferson De
Ferrugem (PR), de Aly Muritiba
Mormaço (RJ), de Marina Meliande
Simonal (RJ), de Leonardo Domingues
A voz do silêncio (SP), de André Ristum

Longas-metragens estrangeiros:
Averno (Bolívia/Uruguai), de Marcos Loayza
Las Herederas (Paraguai/Brasil/Uruguai/França/Alemanha), de Marcelo Martinessi
Mi Mundial (Uruguai/Argentina/Brasil), de Carlos Morelli
Recreo (Argentina), de Hernán Guerschuny e Jazmín Stuart
Violeta al Fin (Costa Rica/México), de Hilda Hidalgo

Curtas-metragens brasileiros:
À Tona (DF), de Daniella Cronemberger
Apenas o que você precisa saber sobre mim (SC), de Maria Augusta V. Nunes
Aquarela (MA), de Thiago Kistenmacker e Al Danuzio
Catadora de gente (RS), de Mirela Kruel
Estamos todos aqui (SP), de Chico Santos e Rafael Mellim
Um filme de Baixo Orçamento (SP), de Paulo Leierer
Guaxuma (PE), de Nara Normande
Kairo (SP), de Fabio Rodrigo
Majur (MT), de Rafael Irineu
Minha mãe, minha filha (SP), de Alexandre Estevanato
Nova Iorque (PE), de Leo Tabosa
Plantae (RJ), de Guilherme Gehr
A retirada para um coração bruto (MG), de Marco Antonio Pereira
Torre (SP), de Nádia Mangolini

Curtas-metragens gaúchos – Prêmio Assembleias Legislativa:
À sombra (Canoas), de Felipe Iesbick
O abismo (Sapucaia do Sul), de Lucas Reis
Antes do lembrar (Porto Alegre), de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes
Coágulo (São Leopoldo), de Jéssica Gonzatto
O comedor de sementes (São Leopoldo), de Victoria Farina
Um corpo feminino (Porto Alegre), de Thais Fernandes
Entre sós (Porto Alegre), de Caetano Salerno
Fè Mye Talè (Encantado), de Henrique Both Lahude
A Formidável Fabriqueta de Sonhos Menina Betina (Pelotas), de Tiago Ribeiro
Gasparotto (Porto Alegre), de Zeca Brito
Grito (Santa Maria), de Luiz Alberto Cassol
Maçãs em fogo (Porto Alegre), de Bruno de Oliveira
Movimento à margem (Porto Alegre), de Lícia Arosteguy e Lucas Tergolina
Mulher Ltda (Canoas), de Taísa Ennes
Nós Montanha (Porto Alegre), de Gabriel Motta
Pelos velhos tempos (Porto Alegre), de Ulisses da Motta
Sem abrigo (Porto Alegre), de Leonardo Remor
Subtexto (Caxias do Sul), de Cristian Beltrán
Vinil (Porto Alegre), de Catherine Silveira de Vargas e Valentina Peroni Freire Barata
O viúvo (Porto Alegre), de Luiz Carlos Wolf Chemale

Fonte: Correio do Povo

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados