Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Comando Ambiental suspeita que cobra que matou menino em rio do RS seja uma sucuri

3 de abril de 2018

O Comando Ambiental da Brigada Militar está mobilizado para localizar e capturar a cobra que atacou e matou o menino Guilherme da Silva, 12 anos, na tarde de domingo, no rio Teixeira, na localidade de Butiá Grande, em Ipiranga do Sul, no Norte do Rio Grande do Sul.

 

A principal suspeita é de que o animal seja uma sucuri.  Trata-se de uma espécie exótica para a fauna gaúcha, que também acaba sendo vítima do réptil, considerado agressivo e predador. Moradores já haviam relatado a existência de cobras de grande porte na região.

 

O menino estava no rio com um irmão, de 15 anos, quando aconteceu o ataque. A cobra enrolou-se na vítima que debateu-se antes de ser levada para o fundo da água. O irmão conseguiu escapar com vida.

 

O corpo da criança foi encontrado somente na manhã de ontem. Informações obtidas na região revelam que um antigo morador trouxe algumas cobras há cerca de 20 anos da região central do País, possivelmente do Mato Grosso. Elas teriam sido criadas em um açude que se rompeu anos depois, levando os animais para as águas da região. 

 

Veja a íntegra da nota divulgada pelos bombeiros

 

Nota Oficial do CBMRS

O CBMRS, com sede em Getúlio Vargas, na data de 31.12.2017, recebeu um chamado de afogamento ocorrido em decorrência de ataque de cobra, na localidade de Linha Butiá Grande, em Ipiranga do Sul. No local, foi narrado que o réptil havia atacado dois jovens, sendo que um foi levado para dentro do Rio Teixeira. Foi efetuado buscas com o uso de garateia e mergulho (sem equipamentos) na área imediata do possível afogamento, mas sem sucesso. 

 

Foi mobilizada a PATRAM da Brigada Militar, equipe de Mergulho e Cães de  do 7BBM, para buscas coordenadas e em conjunto no dia seguinte, porém o corpo do Jovem de 12 anos foi localizado por familiares e vizinhos na manhã de 01.01.2018. O Corpo foi encaminhado à perícia na cidade de Passo Fundo, onde, aguarda-se resultado formalizado do órgão sobre possível ataque da serpente. 

 

Nesta manhã, o CBMRS e a PATRAM da Brigada Militar continuam as buscas na região a fim de se localizar a suposta serpente. Informações dão conta de que havia um morador que trouxe da região central do Brasil, há aproximadamente 20 anos, cobras;  e que as criava em um açude que veio a se romper, levando os animais ao Rio Teixeira. 

 

Pela devida precaução que se exige, orienta-se que não se transite no local  (próximo ao rio) até que o fato seja devidamente esclarecido, por grave risco à vida que esse tipo de animal pode causar.

 

Fonte: Correio do Povo

Foto: Renata Chias/RBSTV

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2021 ® - Todos os direitos reservados