Caso autóctone de Dengue em Tenente Portela preocupa a região – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Caso autóctone de Dengue em Tenente Portela preocupa a região

Secretário Municipal de Saúde de Humaitá avalia que é grande o risco de algum humaitense ser infectado.

26 de março de 2019
Humaitá é uma das cidades mais infestadas pelo Aedes aegypti no estado do RS. (Foto: Arquivo/Palácio Piratini)

O caso autóctone de Dengue confirmado na última sexta-feira em Tenente Portela preocupa as autoridades de saúde na região. O Secretário Municipal de Saúde de Humaitá, Gilberto Knorst (Kina), avalia que é grande o risco de algum humaitense ser infectado. Diariamente dezenas de pacientes são deslocados de Humaitá para Tenente Portela para realizar consultas e exames no Hospital Santo Antônio. A mesma preocupação vale para outros municípios da região, visto que o hospital é referência regional. Repelentes serão disponibilizados aos pacientes humaitenses nos veículos que fazem o transporte.

A mulher diagnosticada com Dengue, em Tenente Portela, tem 62 anos e mora no Bairro Isabel. A paciente relatou que não viajou nas últimas semanas o que descarta a possibilidade de ter contraído a doença fora do município. A Secretaria Municipal de Saúde de Tenente Portela confirmou que a mulher está livre da doença, no entanto, segue o estado de alerta diante do grande número de focos do mosquito Aedes aegypti. Outro possível caso no município está sob investigação pelo Laboratório Central do Estado do RS (Lacen).

A preocupação do Secretário de Saúde de Humaitá se justifica também pelo fato de que o município é considerado um dos mais infestadas pelo Aedes aegypti em todo o estado. O coordenador da Vigilância Ambiental da 17ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), Chico Noll, afirmou que “uma pessoa contaminada que venha para Humaitá, em um mês, vai contaminar toda a população, com toda certeza”.

Dentre as medidas adotadas para controlar a infestação em Humaitá, foi proibir armazenar água da chuva em caixas d’água até o mês de junho. Além das caixas d’água, também são considerados como principais focos os potes de flor e baldes com água armazenada da chuva. As agentes de saúde e agentes de vigilância ambiental intensificam as visitas aos domicílios. Nesta quarta-feira acontece reunião com todos os servidores públicos municipais a fim de orientá-los e, no dia 1º de abril, segunda-feira, será feito um grande mutirão de limpeza, em que os moradores de Humaitá poderão colocar lixo e entulhos em frente às casas para que um caminhão faça o recolhimento.

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados