Câmara aprova veto ao reajuste salarial do prefeito, secretários e vereadores de São Martinho – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Câmara aprova veto ao reajuste salarial do prefeito, secretários e vereadores de São Martinho

3 de abril de 2018

A Administração Municipal de São Martinho adota medidas para reduzir os gastos neste início de mandato. Uma das principais decisões foi a de vetar o reajuste salarial de 6% para o prefeito, vice-prefeito, vereadores, presidente da câmara e secretários. Os demais servidores têm garantida a reposição.

 

O veto parcial ao Projeto de Lei N° 005/2016 foi apresentado na primeira sessão ordinária da Câmara de Vereadores em 2017, realizada na segunda-feira, e aprovado por unanimidade na noite de ontem em sessão extraordinária.

 

Administração enxuta

 

O mandato iniciou com a nomeação de apenas três secretários. As demais pastas estão sob a responsabilidade do próprio prefeito Marino Krewer. Em entrevista, Marino informou a nomeação de Rodrigo Zaro para o cargo de Secretário de Saúde. Também foi nomeada Sirlei Blasi para a Secretaria de Assistência Social e Diogo Ritter para a Secretaria de Administração.

 

As decisões estão amparadas em um decreto municipal de 100 dias. Neste período a prefeitura adota medidas econômicas a fim de equilibrar as contas públicas, com ajuste em todos os setores e corte de Funções Gratificadas (FG’s). Após este prazo, o prefeito informou que vai nomear os demais secretários, porém não mais que seis pastas devem ser implantadas.

 

Secretarias são retiradas de espaços alugados

 

A pré-inauguração das novas instalações da Câmara Municipal de Vereadores também ocorreu por solicitação da Administração Municipal. A obra não está 100% concluída, mas o prefeito teve pressa em ocupar a sala que estava cedida ao Poder Legislativo.

 

No local onde funcionava a Câmara serão instaladas a Emater, Secretaria de Agricultura e setor de blocos. Marino afirmou que em torno de R$ 3 mil mensais em aluguéis devem ser economizados mensalmente. Outras repartições também devem ser retiradas de espaços alugados e realocadas em prédios públicos.

 

*Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados