Audiência discutiu situação de municípios da região sem acesso asfáltico em Sede Nova – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Audiência discutiu situação de municípios da região sem acesso asfáltico em Sede Nova

Encontro realizado na quinta-feira foi organizado pela Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa.

8 de novembro de 2019
Diversas autoridades da Região Celeiro também se fizeram presentes. (Fotos: Thomás Silvestre/Rádio Alto Uruguai)

Sede Nova recebeu na tarde desta quinta-feira, dia 7, uma audiência pública para tratar sobre os municípios sem acesso asfáltico. O evento iniciou por volta das 14h e aconteceu junto à Câmara Municipal de Vereadores. O encontro foi organizado pela Comissão de Assuntos Municipais da Assembleia Legislativa. Esteve presente na audiência o deputado estadual Eduardo Loureiro (PDT), que preside a comissão e também a Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios Sem Acesso Asfáltico.

Diversas autoridades da Região Celeiro também se fizeram presentes. Além do prefeito de Sede Nova, José Elias Paz, e do presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Adelmo Paulo Colbek, participaram o presidente da Amuceleiro e prefeito de Inhacorá, Everaldo Rolim, prefeitos de São Valério do Sul, Vladimir Vettorato; e de Braga, Carlos Alberto Vigne, dentre outras lideranças, como vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais e comunidade.

Na Região Celeiro: Sede Nova, São Valério do Sul e Braga estão na lista dos municípios sem acesso asfáltico. Braga voltou à lista porque a ponte da ERS 518, sobre o Rio Turvo, está inacabada, por isso o acesso não pode ser considerado como concluído. O DAER acolheu a solicitação e incluiu Braga na lista.

Evento iniciou por volta das 14h e aconteceu junto à Câmara Municipal de Vereadores. (Foto: Thomás Silvestre/Rádio Alto Uruguai)

Comissão busca fazer diagnóstico da situação de cada município

Pela manhã uma audiência sobre o mesmo tema ocorreu na cidade de Nova Ramada. No total, são seis audiências públicas: a primeira já realizada na cidade de Ivorá, na região central, e outras três em diferentes regiões gaúchas. O objetivo principal é verificar in loco a situação dos municípios, ouvir as lideranças e compor o relatório elaborado pela subcomissão. O grupo de trabalho tem 120 dias pra fazer um amplo diagnóstico.

Conforme o deputado Eduardo Loureiro, até o fim do ano o levantamento deve ser concluído. Segundo ele, muitos municípios sem acesso pavimentado não têm nem projeto concluído, outros precisam atualizar seus projetos. Atualmente 57 municípios ainda não têm acessos asfálticos. Em 10 desses municípios as obras estão em andamento.

Em outra frente de trabalho, a comissão colabora para identificar fontes de financiamento. Loureiro destacou o valor de R$ 20 milhões destinado pela bancada gaúcha no Congresso. Além disso, se busca a destinação de parte da verba de receitas extraordinárias do estado como das privatizações. Loureiro lembrou ainda da previsão orçamentária feita pelo governo do Estado de R$ 37 milhões, no ano que vem, para investir em acessos asfálticos.

Não há nenhuma garantia de quando ou como Sede Nova e os demais municípios da região seriam contemplados, mas, conforme o deputado, é preciso manter a mobilização e os projetos em dia, pois a cada ano alguns municípios estão sendo contemplados. Há 10 anos eram mais de 100 que ainda não possuíam acessos asfálticos e o número, agora, caiu pela metade.

O presidente da Amuceleiro, Everaldo Rolim, afirmou estar esperançoso porque há uma mobilização conjunta, nunca vista antes, envolvendo Assembleia Legislativa, governo do estado, população, prefeitos, Câmaras de Vereadores e deputados federais.

Autoridades da região se fizeram presentes. (Foto: Thomás Silvestre/Rádio Alto Uruguai)

Situação dos acessos em municípios da região

O município de Sede Nova pleiteia o acesso asfáltico do trecho de 9,18 quilômetros da RS 210/AM 9010 que faz ligação à BR 468, em direção a Campo Novo. Conforme a Administração Municipal, o projeto está concluído, porém depende de nova licitação. A empresa que havia sido habilitada anteriormente rescindiu o contrato da obra.

O projeto para construção da ponte sobre o rio Turvo, na ERS 518, que liga Braga a Campo Novo, será viabilizado em conjunto pelas prefeituras dos dois municípios. Conforme o prefeito de Braga, Carlos Alberto Vigne, os Municípios pretendem pagar pela elaboração de um novo projeto a fim de deixar o trecho habilitado para receber recursos.

Como alternativa, Sede Nova pretende asfaltar com recursos próprios estrada em direção a Humaitá

Enquanto o sonhado acesso asfáltico à BR 468 não sai do papel, as autoridades sede-novenses se mobilizam em busca de alternativas à comunidade. Em entrevista para a 106,1 FM, o prefeito de Sede Nova, José Elias Paz, juntamente com o presidente da Câmara de Vereadores, Adelmo Colbek, destacaram o projeto de construir um acesso asfáltico, com recursos próprios, em direção a Humaitá.

Será aberta uma nova licitação, em algumas semanas, para pavimentação do trecho pertencente a Sede Nova da estrada de chão que liga os dois municípios. Conforme as autoridades, existem tratativas com a prefeitura de Humaitá para viabilizar a pavimentação asfáltica no trecho completo da ligação.

Confira a cobertura fotográfica completa do evento:

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados