ATUALIZADA: Ataque a tiros deixa um índio morto e três feridos, aumentando tensão na Terra Guarita – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

ATUALIZADA: Ataque a tiros deixa um índio morto e três feridos, aumentando tensão na Terra Guarita

Grupos de cacique e vice-cacique estão em pé de guerra na maior área indígena do Estado

8 de novembro de 2019
7º BPM deslocou 10 viaturas com 40 policiais para tentar serenar os ânimos e realizar patrulhamentos (Foto: Diego Munari/Divulgação)

Um confronto entre dois grupos de índios caingangues resultou em um morto e três feridos ontem à tarde no município de Redentora. O tiroteio aconteceu na Reserva Indígena do Guarita, no distrito de São João do Irapuá.

De acordo com a BM, o morto e os feridos são ligados ao grupo que apoia o cacique caingangue Carlinhos Alfaiate. Ele é desafiado, há meses, pelo vice-cacique Vanderlei Ribeiro, o Vandinho. A disputa pelo poder na reserva já resultou em sete outros incidentes em outubro, entre disparos de armas de fogo e incêndios em residências.

Um dos incidentes tinha como alvo o próprio cacique Alfaiate. Um grupo de caingangues armados tentou assassiná-lo e disparou mais de 20 tiros de pistola e fuzil contra o líder da tribo, que escapou correndo para o meio de uma área de mata na reserva. Na impossibilidade de alcançá-lo, os agressores incendiaram a casa do chefe indígena. O caso ainda é investigado pela Polícia Federal e ninguém foi preso pelo atentado.

O confronto da tarde de ontem aconteceu por volta das 14h numa área que é dominada pelos oponentes do cacique. Um grupo de apoiadores de Carlinhos Alfaiate teria entrado nesse local e sido recebido a tiros, segundo relatos de um oficial da BM. Os disparos teriam vindo do interior de uma residência. O homem morto é filho de um dos “capitães” do cacique (os caingangues se organizam de forma militar) e seria parente de Alfaiate. O nome ainda não foi divulgado.

Os outros três feridos também são ligados ao cacique. Um deles, em estado gravíssimo, foi levado de ambulância ao hospital de Palmeira das Missões.

Em reação, o grupo de apoiadores de Alfaiate teria percorrido, armado as ruas de São João do Irapuá. Um pelotão da BM se deslocou à vila e prendeu em flagrante um desses caingangues, que estava com uma espingarda.

Revoltados com a morte do caingangue, seguidores de Alfaiate bloquearam a principal rodovia da região, a RS-330, que liga os três municípios que circundam a reserva indígena na região Celeiro: Miraguaí, Redentora e Tenente Portela.

A BM deslocou 10 viaturas com 40 policiais para tentar serenar os ânimos e realizar patrulhamentos. Inclusive, por meio de redes sociais, o 7º BPM emitiu comunicado no início da noite de ontem, para que as pessoas evitassem transitar no trecho entre Miraguaí e Redentora, pela ERS 330. Na manhã desta sexta-feira, apoiadores do cacique Carlinhos Alfaiate bloquearam novamente a rodovia, no mesmo ponto, na altura do Setor Estiva.

A briga na Reserva da Guarita envolve diversos fatores. O principal é que passam pelo cacique indicações para cerca de mil postos de trabalho que beneficiam os caingangues — entre agentes de saúde, professores e mesmo trabalhadores da iniciativa privada, como frigoríficos. Além disso, existem arrendamentos de terra indígena para não índios — uma iniciativa ilegal, mas histórica na região.

As lavouras, que correspondem à metade dos 24 mil hectares da reserva, são alugadas para plantadores não índios e parte do lucro fica com o grupo que comanda a aldeia. Há tendência no governo federal de legalizar o arrendamento em área indígena, mas a prática continua ilegal.

Em um vídeo gravado ontem, após o conflito, o cacique Carlinhos Alfaiate cobra uma reação imediata das autoridades, principalmente do Ministério Público Federal. Ele também afirma que o grupo que o apoia somente irá parar com protestos na ERS 330, após a identificação dos responsáveis pelo conflito e punição.

Fonte: Rádio Alto Uruguai (com informações de GaúchaZH)

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados