Após fazer família refém e roubar banco, assaltantes amarram gerente do Sicredi em Sagrada Família – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

MANCHETES

Após fazer família refém e roubar banco, assaltantes amarram gerente do Sicredi em Sagrada Família

Batalhão de Operações Policiais Especiais é acionado para liberar bancário que está dentro de agência

4 de janeiro de 2019
Automovel usado na fuga foi encontrado em uma lavoura - Foto: BM/Divulgação

O gerente do banco Sicredi do município de Sagrada Família, no norte do Rio Grande do Sul, foi amarrado a artefatos supostamente explosivos na manhã desta sexta-feira (4) durante assalta a agência. Enquanto criminosos roubavam dinheiro da agência do município, que tem pouco mais de 2 mil habitantes, outra parte da quadrilha mantinha a família do bancário refém desde a noite passada.

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), antigo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), foi acionado para realizar a detonação segura do artefato suspeito. Integrantes saíram de helicóptero de Porto Alegre para a região.

Segundo informações da delegada Aline Palma, que investiga o caso, quatro homens armados invadiram a casa do gerente na noite de quinta-feira (3), mantendo ele e a família reféns por mais de 10 horas. Na manhã desta sexta, pelo menos dois bandidos amarraram os supostos explosivos no bancário e foram até o Sicredi. Eles entraram no banco e realizaram o roubo, deixando a vítima no local.

Os ladrões fugiram em um carro do próprio banco. No caminho, se juntaram aos comparsas e se deslocaram em direção à cidade de Constantina. A família do gerente foi liberada sem ferimentos e a polícia foi acionada. A Brigada Militar fez buscas em toda a região, mas os criminosos não foram localizados.

O veículo utilizado na fuga foi abandonado e localizado em uma lavoura do município. A perícia foi acionada para buscar pistas no automóvel, bem como para isolar a casa do gerente e a agência bancária. Até as 12h40min, a vítima permanecia dentro da agência e sendo atendida por policiais. A delegada Aline acredita que o artefato seja apenas uma imitação de explosivo, que tem uma fiação ligada a um aparelho celular. Mesmo assim, por questões de segurança, o Bope foi acionado.

 

Fonte: Rádio Alto Uruguai - GaúchaZH

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados