Amuceleiro divulga nota oficial após avaliar a greve dos caminhoneiros e seus impactos – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

Amuceleiro divulga nota oficial após avaliar a greve dos caminhoneiros e seus impactos

Prefeitos e vereadores da região estiveram reunidos na tarde de terça-feira, em Três Passos

30 de maio de 2018
Manifestação do presidente da Amuceleiro, prefeito Eder Both, de Chiapetta, durante encontro de ontem (Foto: Vinicius Araujo/Rádio Alto Uruguai)

A Amuceleiro – Associação dos Municípios da Região Celeiro, divulgou a nota oficial formulada ontem, após reunião de prefeitos e vereadores, na sede da entidade, em Três Passos. O objetivo do encontro foi avaliar os impactos sentidos pelos municípios nos diferentes setores, a partir do desabastecimento que se verifica com a greve nacional dos caminhoneiros, que nesta quarta-feira (30), chega ao seu décimo dia.

Prefeitos foram unânimes em reconhecer que as dificuldades crescem cada vez mais pela falta de combustível para a frota da saúde e transporte escolar, o desabastecimento de produtos necessários para a merenda escolar, falta de insumos para hospitais, além dos grandes prejuízos que já são calculados pelo setor agrícola, especialmente os setores de produção de leite, aves e suínos.

A Amuceleiro, a exemplo da Amzop (Associação dos Municípios da Zonda da Produção) e AMGSR (Associação dos Municípios da Grande Santa Rosa) está solicitando aos caminhoneiros para que realizem uma trégua no movimento grevista, após o governo federal ter atendido uma série de pontos das reivindicações, a fim de que possa ser restabelecida a distribuição de itens básicos para as comunidades.

“Reconhecemos como muito importante o movimento dos caminhoneiros, inclusive apoiamos a greve, mas queremos neste momento mediar um entendimento para que não sejam prejudicados ainda mais setores vitais para a economia regional, como a agricultura”, afirma o prefeito de Chiapetta e presidente da Amuceleiro, Eder Both.

Confira abaixo a íntegra da nota formulada pela Amuceleiro:

NOTA DA AMUCELEIRO

A Amuceleiro, entidade representativa que é composta por 21 municípios, os quais têm sua economia baseada essencialmente na agricultura familiar, vem por meio desta, divulgar a decisão tomada pelos prefeitos em assembleia extraordinária realizada nessa data, que diz respeito a paralisação dos caminhoneiros e seus reflexos.

A decisão tomada, de forma unânime, foi a seguinte:

1- Considerando que os 21 municípios da região, por entenderem ser legítimo e justo o movimento dos caminhoneiros, apoiaram e foram solidários às manifestações paralisando as atividades nas prefeituras no último dia 25 de maio, realizando atos e ações em apoio à classe.
2- Considerando que a greve já se estendeu além do previsto incialmente, fato que está ocasionando imensuráveis danos e prejuízos principalmente aos pequenos agricultores, que estão presenciando o perecimento de sua produção e;
3- Considerando que a pauta apresentada pelos caminhoneiros foi atendida pelo governo federal, com o anuncio de algumas medidas atenuantes, como a redução do preço do óleo diesel, SOLICITAMOS COMPREENSÃO dos manifestantes para que seja dada uma “trégua” às paralisações e ao bloqueio de passagem de cargas que transportam combustíveis e alimentos, para que a normalidade dos serviços seja restabelecida o mais breve possível.

O pedido justifica-se tendo em vista que os impactos das paralisações estão afetando significativamente a economia dos municípios, principalmente na área da saúde e da agricultura, seja no transporte de pacientes quanto no escoamento da produção dos agricultores que em sua maioria são produtores de suínos, frango, leite e hortifrutigranjeiros. Alertamos que caso não seja normalizada a situação, existe a possibilidade concreta de falência de muitos produtores.

A Amuceleiro também manifesta-se contrária a qualquer medida abusiva por parte dos governos, que venha ser tomada no sentido de aumentar impostos e tributos em outros produtos e serviços para compensar a redução anunciada no preço do diesel. A sociedade não aguenta mais e repudia qualquer medida que resulte na oneração desenfreada no custo de vida que não seja condizente com a valorização do trabalho da população brasileira. Da mesma forma, aguarda posicionamento e resolução do impasse, tanto do governo quanto da classe dos caminhoneiros, o mais breve possível.

Outrossim, a Amuceleiro orienta que daqui para frente os gestores reduzam consideravelmente os investimentos e gastos públicos tendo em vista que o impacto dessa problemática irá resultar diretamente na queda drástica das receitas municipais. Orienta também a adoção de ponto facultativo na data de 1º de junho, por todas prefeituras da região, uma vez que não se tem reserva de combustível, alimentos dentre outros insumos para execução e manutenção dos serviços. Salienta-se que, apesar das dificuldades, os serviços de urgência, emergência e coleta de lixo deverão ser realizados normalmente.

Finalmente, os municípios da Amuceleiro comprometem-se em apoiar novamente o movimento dos caminhoneiros caso o governo não cumpra com o acordado e anunciado, bem como, são solidários e apoiadores de outras classes e entidades que trabalham e se mobilizam em prol de melhores condições de vida do povo brasileiro.

O momento é de compreensão, solidariedade e acima de tudo, responsabilidade, pois é necessário a união de todas as classes e segmentos da sociedade para o pleno desenvolvimento de uma nação.

Três Passos, 29 de maio de 2018.

Eder Luis Both
Prefeito de Chiapetta
Presidente da Amuceleiro

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados