Alimentos orgânicos a partir de produção com biofertilizantes, uma das novidades da Feira do Produtor Rural – Rádio Alto Uruguai | FM 92,5 – FM 106,1
Contato Whatsapp:
Contato Whatsapp:
Clima

Humaitá-RS

Clima

São Martinho-RS

Clima

Três Passos-RS

Clima

Crissiumal-RS

MANCHETES

Alimentos orgânicos a partir de produção com biofertilizantes, uma das novidades da Feira do Produtor Rural

Bolos, bolachas e pasteis para pessoas intolerantes à lactose ou alérgicas à proteína do leite

25 de outubro de 2018
Graciela e Marcia fazem o atendimento ao público da feira, nas terças e sextas-feiras (Fotos: Vinicius Araujo/Rádio Alto Uruguai)

Um dos espaços mais tradicionais para compra de produtos originários diretamente do meio agrícola é a Feira do Produtor Rural, localizada no centro de Três Passos, ao lado da sede do Ministério Público, na Rua General Osório.
Desde o mês de julho deste ano, a feira ganhou novas alternativas de comercialização para o público consumidor.

Através do trabalho da família de Marcia Weiss dos Santos, em uma propriedade com cerca de 29 hectares, na localidade de Lajeado das Quedas, diversos alimentos são disponibilizados, através de produção que utiliza biofertilizantes, um adubo orgânico líquido, aplicado em via de pulverizações nas folhas ou junto com a água de irrigação, fornecendo nutrientes essenciais para as plantas.

A ideia de participar da feira do produtor surgiu, segundo Marcia, da necessidade e desafio na busca por agregar valor àquilo que é produzido pela família na propriedade rural, sem a necessidade da indústria para transformação.

O grande diferencial dos produtos que são comercializados na banca da família Weiss, é a utilização de biofertilizantes anaeróbicos na produção. O composto é produzido através de uma base orgânica, que pode ser formulada através de esterco bovino, sendo que os animais não podem ter utilizado nenhum tipo de antibiótico. O biofertilizante também utiliza todos os restos que sobram da horta, formando o NPK (nitrogênio, fósforo e potássio) a partir da fermentação das bactérias, dando vida a um produto que será reutilizado diretamente na horta.

Segundo Marcia, a identidade fisiológica da planta vai ser incorporada junto. “E para obtenção do NPK, é adicionada cinza, que também não possui nenhum aditivo químico, além de casca de ovos, que são nutrientes que fortalecem o cálcio contido no biofertilizante”, destaca.

Produtos oferecidos

Entre o variado rol de produtos que são vendidos pela família na feira do produtor estão os bolos integrais, feitos com farinha BMF, produzida no próprio município e também de forma orgânica. Inclusive, existe a opção de bolos produzidos sem leite e sem manteiga, especialmente para pessoas intolerantes à lactose, e também para pessoas que tenham alergia à proteína do leite.

As bolachas são produzidas a partir de polvilho adquirido de agroindústria de São Martinho, reconhecida com o selo Sabor Gaúcho.

Outro destaque são os temperos prontos, a base de urucum. Um produto medicinal, produzido pela família na propriedade, utilizado em vários cardápios, como a tradicional galinhada. “Ajuda no trato intestinal da pessoa, e também de combate à anemia”, reforça Marcia.

A produção de pasteis, com a massa produzida sem a incidência de leite, é outro produto bastante demandado pelos clientes.

A partir da grande variedade de frutíferas existentes na propriedade, uma das apostas da família é a produção de geleias, como as de bergamota, que estão tendo grande saída na comercialização. “As bergamotas são nativas, o que dá um diferencial ainda maior para a produção e a qualidade do produto final”, comenta Marcia. Uma das novidades nos próximos meses serão as geleias de amora. As geleias não levam conservante, apenas o açúcar e a própria fruta.

O doce de leite que é vendido, também é produzido sem conservante e feito a partir da produção leiteira da propriedade familiar.

A intenção da família nos próximos meses é ampliar a produção de itens orgânicos: abobrinha italiana, melão, melancia, beterraba, cabotiá, abóbora coroa, pimentão, tomate.

Há ainda a opção de artesanato, produzido a partir de porcelana fria, com a técnica do biscuit, como os enfeites para cuia.

Muitos desses produtos disponíveis na banca da família Weiss podem ser encomendados pelos clientes.

Família já trabalha para oferecer novas alternativas aos consumidores

Segundo Marcia, a família estuda agora a produção de um novo tipo de leite que as pessoas possam consumir, mas sem a incidência de açúcar branco, mas sim com a utilização de açúcar mascavo, em função dos consumidores que possuem restrição ao açúcar comum. A propriedade possui dez vacas lactantes.

A família também está iniciando o processo de apicultura, com a criação de abelhas. Futuramente também será comercializado mel.

A agricultora disse que está disponível para repassar o aprendizado na produção de biofertilizantes para outros produtores do município que se interessem. “Trata-se de um processo de conhecimento daquilo que você produz, mas que traz um impacto positivo para o meio ambiente. Vendemos beterrabas, por exemplo, que as pessoas comem como se fosse uma maçã, em função do sabor diferente, da textura, e pelo fato de serem produtos orgânicos”, ressaltou. Para Marcia, o nicho de mercado orgânico é muito bom, sendo um diferencial no trabalho da família.

Outra intenção da família Weiss é estruturar uma parceria com a UERGS, unidade de Três Passos, para utilização da propriedade em atividades práticas. Uma área de mato existente na propriedade está sendo planejada para receber pesquisadores e para visitação do público em geral.

Uma família voltada à produção orgânica

Todo esse envolvimento com a produção orgânica e a busca por agregar renda na propriedade rural tem explicação. Marcia já estudou e desenvolveu técnicas na área; seu filho, Leonardo Weiss dos Santos, estuda atualmente na Casa Familiar Rural, em Frederico Westphalen; seu irmão, Marcos Oracil Weiss, é acadêmico do bacharelado em gestão ambiental na UERGS; e sua cunhada, Graciela Ribeiro, esposa de Marcos, também contribui no dia a dia, com ideias e na execução dos serviços que possibilitam gerar a produção que é comercializada. Fica visível que a técnica aprendida através dos estudos está sendo colocada em prática no cotidiano da propriedade agrícola.

Um trabalho em equipe, familiar, e que vem entusiasmando cada vez mais todos os envolvidos. Quem ainda não conhece e tem curiosidade em ver de perto todas essas oções e receber mais informações, pode comparecer à Feira do Produtor Rural, em Três Passos, nas terças ou sextas-feiras.

Graciela (E) e Marcia

Fonte: Rádio Alto Uruguai

A melhor programaçãoonline

Selecione a rádio
Copyright 2018 ® - Todos os direitos reservados