• Fones: (55) 3522-2440 - Três Passos / (55) 3525-1212 - Humaitá
Campo obrigatório!

19/04/2017 - Atividades no setor agropecuário da FEICAP são atrativos para o público

Um dos destaques da 14ª FEICAP para o público visitante é o setor agropecuário e seus diversos atrativos.

 

Na prâmide estão localizadas agroindústrias familiares, locais e da região, com diversos produtos coloniais, de forma legalizada e com qualidade.

 

Também estão posicionados na pirâmide os espaços institucionais de algumas instituições, como Secretaria Municipal da Agricultura e UERGS.

 

O coordenador da comissão agropecuária da feira, Kelvis Rauber, gerente da Emater local, enalteceu o trabalho de planejamento ao longo dos últimos meses, para que a programação pudesse acontecer de uma forma qualificada.

 

Ele também reforça o convite para que o público prestigie as atividades do setor.

 

Para Kelvis, um dos carros-chefe desta feira é a 9ª Mostra Municipal da Terneira e da Novilha. São 56 animais que estão em exposição, das raças jersey e holandesa, que serão avaliadas e julgadas no sábado, às 14 horas, durante o desfile. Acadêmicos de agronomia da UERGS estão colaborando com a mostra.

 

Ainda no setor agropecuário, acontece passeio de pônei, mostra de coelhos, cães e roedores, além de bovinos de corte, ovelhas e cabras.
A exposição de coelhos é feita por três expositores: Charles Kamphorst, de Três Passos; Tiago Hermann, de Tiradentes do Sul; e André Franzmann, de Crissiumal. Eles são associados da AORC - Associação de Ornitologia Amadora da Região Celeiro.

 

A mostra de piscicultura é realizada através de parceria com a empresa Nossa Senhora Aparecida, de Ijuí. Acadêmicos da UERGS estão cuidando do espaço. Pequenos cães, de diversas raças, também estão em exposição no setor agropecuário.

 

Portaria veta mostra de aves

 

Já a exposição de aves está proibida de ser realizada em todo o Estado, após o governo publicar uma portaria proibindo a movimentação, mostra e comercialização destes animais, em todo e qualquer evento, evitando o risco de influenza aviária.

 

Rádio Alto Uruguai